[CONSCIENTIZAÇÃO] Jovem Junior Mangabeira realiza evento para alertar jovens sobre pandemia

Mangabeira realizou evento com jovens lideranças de toda a Paraíba e de outros estados sobre cuidados com a Covid-19

Reunião do Meet. Foto: Reprodução.

O atual Coordenador do Centro Cultural de Mangabeira, da Prefeitura Municipal de João Pessoa e Presidente da Juventude do Progressistas, Júnior Mangabeira, realizou na noite desta sexta-feira (26), através da plataforma do GoogleMeet, um debate que teve por tema Jovens e o combate ao coronavírus (Covid-19).

O evento teve como principal finalidade a conscientização e orientação aos jovens para seguir os decretos da Prefeitura Municipal e do Governo do Estado com relação às restrições de saúde.

A reunião teve mais de 1h de duração e contou com mais de 30 jovens, presentes virtualmente, onde tiveram sua vez de fala e relatos emocionantes de perdas e superação da doença.

Estiveram presentes na ocasião, a Secretária de Juventude do Governo da Paraíba, Rafaela Camaraense, o diretor do Programa Fala Juventude da Rádio Tabajara, Wéverton Correia, André Lira, Presidente do Conselho Privado de Juventude Nacional, Rafael Aslan, Vice-Presidente Estadual do Patriotas na Paraíba, a jovem jornalista Anézia Catarina, além do jovem Paulo Henrique, representante do Conselho Estadual de Educação e da Juventude do Partido dos Trabalhadores (PT), entre outros gestores e gestoras de Juventudes de municípios paraibanos, todos juntos com o intuito de serem multiplicadores deste evento.

Foi uma noite de alcance aos jovens sobre os riscos e consequências sérias da doença, tendo em vista o crescente número de casos de Covid-19, principalmente entre as pessoas mais novas. “Esta reunião realizada é de importância ímpar no sentido de convencê-los os jovens sobre a importância de se utilizar medidas de prevenção e chegarmos à diminuição necessária das taxas de infecção e de transmissão. Trata-se de um fazer juntos, de dividir as responsabilidades para que o combate a essa doença seja uma tarefa de todos nós”, afirmou Junior.

De acordo com Mangabeira, estamos passando o momento mais difícil no combate à COVID-19. São muitas famílias lamentando a perda de entes queridos, bem como o perigo apresentado pela nova variante do vírus. Nesta semana o país ultrapassou a marca de 300 mil mortos pela Covid-19.

O país lidera o número de casos e mortes por dia no mundo e se tornou uma ameaça global. Cerca de 12,2 milhões de brasileiros já foram infectados pela doença.

Redação Gabinete Paraíba com informações do Espaço PB

[PENSE BRASIL] Ricardo Coutinho promove debate com Ex-Presidenta Dilma Rousseff na próxima terça

A ação é promovida pelo Instituto Parahyba e debate a atual conjuntura do Brasil

Card de divulgação. Imagem: Reprodução.

Na próxima terça-feira (30), o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) estará promovendo, através do Instituto Parahyba, um debate com a ex-Presidenta Dilma Rousseff (PT).

O evento, denominado Pense Brasil tem como finalidade discutir a conjuntura política, econômica e social do país neste momento pandêmico sob o olhar da ex-gestora petista.

O Pense já havia sido realizado pelo socialista enquanto ocupava o cargo de Governador da Paraíba e posteriormente foi também estendido como uma iniciativa da Fundação João Mangabeira do Partido Socialista Brasileiro, tendo recebido várias lideranças políticas e intelectuais da esquerda brasileira.

O debate com Dilma Rousseff acontece às 19h30min, da próxima terça, por meio das redes sociais dos dois políticos.

Redação Gabinete Paraíba

[INUSITADO] Homem sem braços é preso dirigindo para criminosos no AM

O rapaz foi a primeira pessoa com deficiência a tirar a CNH no estado do Amazonas

Foto: Divulgação.

Na última quinta-feira (25), por volta das 20h30, Leonardo de Souza Cavalcante, de 23 anos, foi preso em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e por dirigir para criminosos realizarem assaltos. O fato ocorreu na rua Desembargador Felismino Soares, bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul de Manaus.

De acordo com informações da Polícia Civil, a PM recebeu uma denúncia afirmando que o indivíduo estaria se preparando para realizar assaltos no lugar em que foi preso.

Leonardo, ao notar a presença da polícia, tentou fugir em um veículo de modelo Focus, da marca Ford, de cor prata. Sem sucesso na fuga, o meliante foi capturado. Com ele foi apreendido um revólver e duas munições.

Conforme o delegado Cícero Túlio, com o infrator havia outros dois suspeitos, que conseguiram fugir durante a abordagem policial. Leonardo foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, e, após pagamento de fiança, ele foi liberado, porém continua vinculado ao procedimento, e irá responder em liberdade.

Quanto aos envolvidos que fugiram do local, as investigações seguem sob a coordenação das equipes do 2º DIP.

Histórico
Em 2016, Leonardo virou assunto na mídia após ser o primeiro deficiente físico sem os dois membros superiores a tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na região Norte. A repercussão virou assunto, inclusive, da impressa nacional.

Fonte: Portal Manaus Alerta

[VACINA] Médico em SP toma vacinas de dois laboratórios e é multado em R$ 15 mil

O médico decidiu por conta própria tomar doses de vacinas de laboratórios diferentes contra a Covid-19

Médico Oliveira Pereira da Silva Alexandre.
Foto: Reprodução.

O médico Oliveira Pereira da Silva Alexandre, investigado pelo Ministério Público (MP) de São Paulo por tomar doses da vacina contra a Covid-19 produzida por laboratórios diferentes, vai pagar multa de R$ 15 mil.

A informação foi divulgada pelo próprio médico, morador de Assis (SP), nas redes sociais. Segundo Oliveiro, ele fez um acordo com a Justiça e pagará a quantia em forma de doação à Santa Casa de Assis.

Na publicação, o médico afirmou que decidiu tomar as duas doses de laboratórios diferentes porque tem experiência na área. Ele afirma que trabalha há mais de 20 anos em uma clínica onde se trata doenças alérgicas com imunizantes.

“De vacina, eu entendo. Essas vacinas que estão sendo produzidas hoje, acompanho a produção das mesmas desde os anos 2000, quando teve o primeiro surto da gripe do Oriente. Quando começaram a sair, eu sabia qual era a melhor, qual era a pior”.

O médico afirma que sua preferência era pela vacina de Oxford/AstraZeneca, por ter a eficácia mais alta, de 76%. No entanto, ele conta que o município recebeu doses da Coronavac, que tem eficácia de 50,4%. Ele recebeu a primeira aplicação com esse imunizante.

Oliveira diz que, dias depois, alguns frascos da vacina de Oxford/AstraZeneca ficaram abertos e corriam risco de perderem o prazo de validade. Por isso, ele admite ter tomado a segunda dose com o imunizante produzido por outro laboratório.

“Eu ansiava pela vacina da AstraZeneca, que com uma dose eu estaria protegido. E chega no hospital, a Coronavac. […] Passa-se uns cinco, seis dias, eu recebo um telefonema dizendo: você vai ter a vacina até cinco horas da tarde. Cinco horas da tarde, a gente para de vacinar porque os frascos que foram abertos vencem o prazo agora às 17h. Se não tomar, não pode aplicar em outra pessoa”.

“É a vacina que eu desejo, que tem 94% a mais de proteção para me proteger, que estou na linha de frente. Vou tomar”, afirmou.

Entenda o caso
No dia 15 de fevereiro, médico, que se apresenta como Dr. Oliveira, admitiu ter tomado uma dose da Coronavac e, menos de uma semana depois, outra dose da vacina de Oxford/AstraZeneca.

Apesar do médico ser servidor estadual, lotado no Hospital Regional de Assis, o caso passou a ser investigado pela prefeitura da cidade. Além disso, o Ministério Público de São Paulo também começou a apurar o caso, alegando que “o comportamento do médico pode configurar, em tese, ato improbidade administrativa e também infração penal”.

Após repercussão negativa, o médico publicou um vídeo no Facebook no qual declara que sentiu na pele, assim como o presidente Jair Bolsonaro, a “demonização” promovida pela imprensa.

“Por dois minutos, eu senti o que o nosso presidente Jair Messias Bolsonaro vem sentindo há dois anos. Eu me senti como Jesus Cristo lá na cruz, com a multidão gritando: ‘crucifica, crucifica’. Ou como aquela prostituta levada aos pés do Senhor Jesus para ser apedrejada”, diz.

Fonte: Metrópoles

[EUA] Em Nova Iorque, Cannabis está prestes a ser legalizada e a arrecadação prevista será de US$ 350 milhões

Nova legislação nova-iorquina permitirá a abertura de locais dedicados ao consumo e cultivo de até seis pés de maconha para uso pessoal

Imagem: Reprodução.

Um grupo de legisladores de Nova York, nos Estados Unidos, entrou em consenso com o governador Andrew Cuomo para permitir o uso legal e recreativo de maconha para pessoas com mais de 21 anos.

Cuomo, resistindo à ideia, argumentava que a maconha era uma “droga de passagem” para substâncias mais perigosas.

Segundo o jornal The New York Times, que teve acesso ao acordo, a nova legislação permitiria, entre outras coisas, a abertura de locais dedicados ao consumo e cultivo de até seis pés de maconha para uso pessoal.

Um dos pontos do texto prevê que milhões de dólares em receitas fiscais do setor de venda de maconha sejam investidos em áreas nas quais vivem comunidades negras e latinas, afetadas por décadas de guerra às drogas. Ainda que parte considerável das licenças emitidas para a comercialização da maconha seja para empresários dessa parcela da população.

“Uma porcentagem da receita arrecadada será investida nas comunidades de onde vêm e onde ainda vivem as pessoas que sofreram com o encarceramento em massa”, declarou a deputada Crystal Peoples-Stokes ao New York Times.

“Para mim, isso é muito mais do que aumentar a receita: é investir na vida das pessoas que foram prejudicadas.”

O texto está sendo revisado e deve ser votado na Assembleia Legislativa de Nova York na próxima semana. A expectativa é que o projeto seja aprovado, uma vez que a Casa tem maioria democrata – partido que encabeça a defesa pela mudança na lei.

Receita tributária

O governo de Nova York estima que o estado receba US$ 350 milhões em receita tributária anual com a legalização da maconha. Desse montante, 40% seriam direcionados a comunidades formadas por minorias, 40% para educação pública e 20% para tratamento, prevenção e educação contra as drogas.

“Quando este projeto for finalmente votado e assinado, Nova York poderá dizer que finalmente desfez as leis de justiça criminal prejudiciais que não fizeram nada além de arruinar a vida das pessoas”, afirmou a senadora estadual Liz Krueger.

Fonte: Metrópoles

Navio encalhado no Egito pode causar escassez mundial de papel higiênico

Navio encalhado em Suez pode afetar o abastecimento de papel higiênico em todo mundo

Navio Evergreen encalhado. Foto: Reprodução.

O navio encalhado no Canal de Suez pode afetar, em todo o mundo, a fabricação de papel higiênico e a disponibilidade de café. O navio bloqueia a passagem das matérias-primas destes produtos e de vários outros, como o petróleo. As informações são de O Globo.

O bloqueio afeta todo o mundo, mas a Europa, em especial, é mais atingida, visto que o atraso nos embarques agrava a falta de contêineres, o que pode criar um problema no mercado de alimentos. Cerca de 12% do comércio mundial dependem do canal.

A produção de papel higiênico está sendo afetada por conta, também, da escassez de contêineres. O problema da exportação da celulose já era notado pelos fabricantes e, com o cargueiro encalhado, demora para ser resgatado.

A brasileira Suzano embarca sua celulose principalmente em navios de carga geral, conhecidos como “break bulk”. Com o aumento da demanda por navios que transportam contêineres de aço, sobram menos embarcações usadas para levar a celulose, ameaçando as vendas da empresa para o exterior, disse o diretor-presidente da Suzano, Walter Schalka, em entrevista à Bloomberg.

O medo é que esta situação possa virar uma bola de neve e só piore nos próximos meses, destaca Schalka. Ele acredita que, se as fábricas não tiverem estoques de papel higiênico, a pausa no fornecimento da celulose pode ser um grande problema.

Mesmo o Brasil não usando a rota para exportar seu café, a hidrovia é mais conhecida por sua importância nos mercados de energia do que por commodities agrícolas, como, por exemplo, o café. O café consumido na Europa é, por maioria, importado da África Oriental e da Ásia, e, por conta da localização, fluem pelo Suez.

Fonte: Metrópoles

[AJUDA] Associação de voluntários da Causa Animal emite nota a comunidade em busca de apoio e doações

A Associação dos Amigos dos Animais Abandonados, a A4-ONG, em Campina Grande, emitiu uma nota em seu perfil nas redes sociais nessa última sexta-feira (26), onde faz um alerta sobre as dificuldades que vem enfrentando no auxílio ao animais abandonados na cidade, como também convoca toda a comunidade para que possa ajudar nesse momento da pandemia.

A ONG que já atua há vários anos na cidade, conta com a colaboração de um equipe de voluntários, que segundo a entidade, são os verdadeiros responsáveis pela manutenção das atividades de apoio aos animais abandonados na cidade. A entidade alerta que nesse último ano de pandemia, tem tido bastante dificuldades para receber doações, nem mesmo de rações, enquanto a demanda segue crescente.

“”Praticamente nós voluntários estamos trabalhando sem apoio, não estamos recebendo doações, nem mesmo de rações, enquanto isso a demanda e casos de animais de rua aumentam e não temos recursos para ajudá-los.”

Em nota, a entidade ainda alerta para a omissão do poder público e denuncia a prática de muitos que, ao invés de ajudar, tentam apenas se promover com a Causa Animal, sem compromisso verdadeiro.

A ONG convoca toda a comunidade a contribuir com doações, nesse momento as principais demandas são por castrações, medicamentos, rações e produtos de higiene animal. A entidade ainda alerta que sem as doações, os trabalhos poderão ser paralisados.

Confira postagem abaixo:

Redação Gabinete Paraíba