[PÁSCOA] Papa Francisco fala de recomeço em celebração do Sábado de Aleluia

Declaração foi postada nas redes sociais do Sumo Pontífice.

Papa Francisco. Foto: Vaticano/Reprodução.

O Papa Francisco, na missa especial do “Sábado de Aleluia”, na Basílica de São Pedro, chamou a atenção do mundo para uma mensagem de recomeço.

Segundo o pontífice argentino, é possível recomeçar sempre. De acordo com ele, Deus é capaz de iniciar uma nova vida em cada pessoa, independente de seus falimentos.

O líder católico ainda disse que Deus pode construir obra de arte no coração dos seres humanos.

“É possível recomeçar sempre, porque há uma vida nova que Deus é capaz, independentemente de todos os nossos falimentos, de fazer reiniciar em nós. Deus pode construir uma obra de arte até a partir dos escombros do nosso coração” – afirmou o Papa.

Papa Francisco na Basílica de São Pedro. Foto: Vaticano/Reprodução.

Redação Gabinete Paraíba

[Covid-19] Governo do Estado publica novo decreto com regras para o período de 05 a 18 de abril

Palácio da Redenção. Foto: Reprodução.

O Diário Oficial do Estado (DOE) publica neste sábado (3), em edição suplementar, o decreto que irá disciplinar o funcionamento das atividades entre os dias 5 e 18 de abril nos municípios classificados com bandeiras laranja e vermelha pelo Plano Novo Normal. As novas diretrizes para a retomada segura e controlada das atividades econômicas foram possíveis devido à avaliação de dados que apontam para um declínio gradativo da pressão no sistema de saúde nas próximas semanas e a permanência dos protocolos definidos pela Secretaria de Estado da Saúde que enfatizam o uso contínuo de máscaras, a constante higienização das mãos e o distanciamento social, com a finalidade de conter a expansão do número de casos nos municípios paraibanos.

A partir da próxima segunda-feira, os bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência poderão funcionar com atendimento nas suas dependências das 6h às 22h, com ocupação de 30% da capacidade do local, podendo chegar a 50% da capacidade com a utilização de áreas abertas, ficando vedada, antes e depois desse horário, a comercialização de qualquer produto para consumo no próprio estabelecimento. Os serviços de delivery e retirada de mercadoria pelo cliente podem ocorrer até às 23h30.

As missas, cultos e cerimônias religiosas presenciais poderão ocorrer, com ocupação de 30% da capacidade do local, podendo chegar a 50% da capacidade com a utilização de áreas abertas.

Os shoppings centers e centros comerciais deverão obedecer ao horário de funcionamento das 10h às 22h. As atividades da construção civil poderão ocorrer das 6h30 às 16h30. Os estabelecimentos do setor de serviços e o comércio poderão funcionar até dez horas contínuas por dia, sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social e os protocolos específicos do setor, sendo facultado aos gestores municipais o estabelecimento do horário de funcionamento dos segmentos para melhor atender à realidade local. Também caberá às prefeituras ampliar as áreas destinadas às feiras livres, possibilitando o maior distanciamento entre as bancas e ampliação dos corredores de circulação de pessoas.

Também poderão funcionar salões de beleza; academias; escolinhas de esporte; instalações de acolhimento de crianças, a exemplo de creches; hotéis; pousadas; call centers; e indústrias observando todos os protocolos elaborados pela Secretaria Estadual de Saúde e pelas Secretarias Municipais de Saúde. Os terminais rodoviários, os transportes intermunicipais e a balsa que faz a travessia Cabedelo/Costinha retomarão suas atividades.

Já as aulas presenciais nas escolas das redes públicas estadual e municipais seguirão suspensas. As escolas e instituições privadas de níveis superior, médio, fundamental e infantil também deverão funcionar exclusivamente através do sistema remoto. O Governo do Estado promoverá reunião, por videoconferência, com a participação dos sindicatos e associações dos professores e trabalhadores das redes públicas e privadas, sindicatos patronais, representantes das universidades públicas e privadas e representação de pais de alunos com o objetivo de discutir como se dará o funcionamento das aulas a partir do dia 12 de abril.

Os estádios pertencentes ao Estado voltarão a funcionar apenas para os jogos de futebol profissional, sem público, observando os protocolos específicos para a área. As atividades presenciais nos órgãos e entidades vinculadas ao Poder Executivo Estadual ficarão suspensas no período de vigência do decreto, à exceção das Secretarias de Saúde, Segurança e Defesa Social, Administração Penitenciária, Desenvolvimento Humano, Fazenda, Secretaria de Comunicação, Cagepa, Fundac, Detran e Codata.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e os órgãos de vigilância sanitária municipais, as forças policiais estaduais, os Procons estadual e municipais e as guardas municipais ficarão responsáveis pela fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas no decreto. O descumprimento sujeitará o estabelecimento à aplicação de multa e poderá implicar no fechamento em caso de reincidência, que pode compreender períodos de sete a catorze dias, e na aplicação de multas que podem chegar a R$ 50 mil.

Uso de máscaras – Permanece obrigatória no estado a utilização das máscaras nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população, vias públicas, no interior dos órgãos públicos, nos estabelecimentos privados e nos veículos públicos e particulares, inclusive ônibus e táxis, cabendo aos órgãos públicos, aos estabelecimentos privados e aos condutores e operadores de veículos a exigência do item.

Fonte: Governo da Paraíba

[CONSCIENTIZAÇÃO] Heineken lança projeto com jovens para reduzir consumo excessivo de álcool

Cervejaria lança projeto com 200 vagas para jovens de todo o Brasil.

Heineken. Imagem: Divulgação.

Além de água, lúpulo e malte, o grupo Heineken enxerga o consumo responsável de álcool como outro ingrediente fundamental da sua receita de sucesso. ⠀

Na empresa, o que impera é o mantra do ex-ceo global da companhia, Jean-François van Boxmeer: “É melhor vender nove cervejas para nove pessoas do que nove cervejas para uma”. ⠀

Para isso, a empresa entendeu que deveria agir além da conscientização e atuar de forma mais prática, principalmente junto do público jovem no Brasil. A empresa lançou nesta semana uma versão online com 200 vagas para jovens de todo o Brasil do seu programa WeLab.⠀

A ideia é abordar com pessoas de 18 a 24 anos questões socioemocionais e desafios da juventude que são o pano de fundo do consumo excessivo de álcool. ⠀

Fonte: Exame

[CURIOSIDADE] Entenda a tecnologia por trás das fantasias das personagens da série “Família Dinossauros”

Tecnologia utilizada para movimentos das personagens não era nada jurássica.

Imagem: Superinteressante/Reprodução.

Lançada nos EUA em 1991, “Família Dinossauros” foi exibida no Brasil em diversas emissoras: Globo, SBT, Band. A série era quase uma sitcom familiar comum – com a diferença de que os personagens eram estegossauros, tricerátopos e tiranossauros. Mas a tecnologia que permitia essa fantasia, criada pela mesma empresa dos Muppets, não era nada jurássica.

Os atores vestiam uma “máscara-capacete” feita de espuma de látex, com crânio de fibra de vidro. Ela continha cerca de 26 servomotores bem pequenos, responsáveis por mover olhos, boca, sobrancelhas, testa e outros recursos. Combinados, eles permitiam vários tipos de expressões faciais.

Estrutura da fantasia. Imagem:
Superinteressante/Reprodução.

O “cabeção” ainda tinha espaço para um microfone, que captava a voz real do ator, e um fone de ouvido, para que ele recebesse ordens do diretor. A fantasia completa era tão complexa que cada uma levou até 16 semanas para ser produzida!

Ao ator, cabia apenas dizer as falas e andar pelo cenário. As expressões faciais eram controladas a distância, com uma luva especial plugada a um computador. Cada movimento que o marionetista fazia com a luva era interpretado por um programa e enviado, via rádio, à máscara.

A cada quatro semanas de gravação, era preciso tirar uma de folga para fazer a manutenção do sistema. De acordo com Peter Brooke, da Jim Henson`s Creature Shop, empresa responsável por todo o aparato, a tecnologia era inovadora para a época, e ela foi aprimorada ao longo dos quatro anos da série.

Ficou com saudade dos Silva Sauro? “Família Dinossauros” foi produzida pela ABC, um canal de TV que pertence à Disney. Nos EUA, a série está no Disney+, mas ela ainda não chegou ao catálogo brasileiro.

Fonte: Revista Superinteressante

[NOVIDADE] ANVISA recebe pedidos de registro de novos medicamentos contra a Covid-19

Um dos medicamentos foi autorizado pela FDA e já foi testado em 465 pessoas nos EUA.

Imagem: Reprodução.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta sexta-feira (02), um pedido de uso emergencial de um remédio contra a covid-19 desenvolvido pela farmacêutica Roche. Trata-se de uma combinação de medicamentos que forma uma espécie de coquetel de anticorpos e pode auxiliar no tratamento dos pacientes infectados.

Na última terça-feira (30), a Anvisa já havia recebido o pedido de uso emergencial de um medicamento para tratar a Covid-19 desenvolvido pela empresa Eli Lilly and Company.

Também é uma espécie de coquetel de anticorpos monoclonais que foi elaborado a partir de proteínas produzidas em laboratório para imitar a capacidade do sistema imunológico humano em combater o novo coronavírus.

Nos Estados Unidos, a agência reguladora Food and Drug Administration (FDA) autorizou, em novembro, o uso emergencial do coquetel em pacientes com idade acima dos 12 anos, que apresentem casos leves e moderados da Covid-19 com risco de evolução para internação.

A autorização se deu após estudo clínico com cerca de 465 pessoas. Na pesquisa, apenas 3% dos voluntários com Covid-19 que tomaram o remédio da Eli Lilly precisaram ser internados, porcentagem que subiu para 10% no grupo que tomou o placebo.

A Anvisa tem prazo de 30 dias para se manifestar sobre os pedidos, prazo que começa a contar 72 horas após o recebimento da documentação encaminhada pelas empresas farmacêuticas.

Redação Gabinete Paraíba com informações de Valor Econômico