[CURIOSIDADE] Estudo afirma que Amazônia foi formada por asteroide que dizimou dinossauros

Imagem: Reprodução.

Há 66 milhões de anos, um asteroide de 12km de largura entrou em rota de colisão com a Terra. Nessa época, o planeta era habitado pelos famosos dinossauros do período Cretáceo. Contudo, toda essa fauna acabou extinta em algumas centenas de anos após a colisão do corpo celeste com a península de Yuacatán, no México.

Nesse período, a Floresta Amazônica era bastante diferente. A região tinha uma flora basicamente constituída de coníferas e samambaias. Dinossauros também habitavam a bacia amazônica e provavelmente eram um fator determinante nas espécies de plantas da região.

Acontece que um estudo acaba de mostrar que o impacto do asteroide pode ter sido determinante para a formação da Amazônia como ela é hoje. Para avaliar tal impacto, os pesquisadores avaliaram mais de 50 mil grãos de pólen fossilizados, além de 6 mil espécimes de fósseis de plantas.

Os cientistas identificaram uma queda de mais de 45% na diversidade de plantas na região amazônica. Essa baixa pode ter levado 6 milhões de anos de recuperação. O estudo também mostrou que o impacto do asteroide pode ter diminuído drasticamente o número de coníferas nos trópicos, dando lugar às plantas angiospermas, ou plantas com flores.

A mudança no ecossistema mundial em resultado do asteroide

Primeiramente, o asteroide acabou extinguindo a maioria dos dinossauros pouco tempo depois do impacto. Isso deixou um espaço vazio de oportunidade para as plantas, já que os herbívoros gigantes não estava mais andando por aí. Isso pode ter dado uma janela de oportunidade para as angiospermas florescerem e dominarem a região.

Em segundo lugar, a nuvem de cinzas e resíduos que se levantou após o impacto pode ter carregado muitos nutrientes ao redor do mundo. A maioria deles acabaram depositados nas regiões tropicais, provavelmente por ação dos ventos. Assim, isso pode ter fornecido um substrato rico no solo amazônico para o crescimento de mais plantas e de uma floresta mais densa.

Por fim, a mudança climática e atmosférica global acabou reduzindo o crescimento de gimnospermas (pinheiros e coníferas em geral) ao redor do mundo. Como dá para imaginar, nos anos seguintes ao impacto as florestas tropicais passaram por uma repaginada drástica. De pinheiros e samambaias esparsos e com dosséis abertos, a uma floresta densa com vários estratos e plantas frutíferas.

O estudo está disponível no periódico Science.

Fonte: Só Científica

[CULTURA] Artista Plástico, Edicarlos Silva, inicia exposição online de suas obras

As obras estão sendo expostas através do seu perfil artístico no Instagram.

Artista Edicarlos Silva. Foto:
Edicarlos Silva/Reprodução.

O artista plástico, Edicarlos Silva, deu início, no dia 02 de abril, a uma exposição virtual de suas obras de arte, no Instagram. São cerca de 37 desenhos de pequenos formatos, tamanho A5, produzidos pelo artista.

Silva conta que as suas obras foram produzidas para que ele participasse de um edital. Mas já era de seu desejo realizar uma exposição online.

De acordo com Edicarlos, os desenhos são feitos com canetas esferográficas e hidrográficas, de cores variadas, sobre papel Canson, de cores creme e/ou branco, 180gr, A5 (14.8 x 21 cm).

“Faço desenhos com traços que despertam a cognição e a sensibilidade humana regados de sentimentos e poesia. Cada um [dos desenhos] traz consigo detalhes minimalistas, que podem remeter a religiosidade, a fauna e flora, tão marcantes no imaginário sertanejo nordestino, através de formas geométricas e traços livres” – explica o artista.

O artista também convida os apreciadores de sua arte, a contribuírem, nas obras sem título, com sugestões de nomes.

A exposição de Edicarlos Silva está disponível no seu Instagram @edicarlossilvapb. As pessoas interessadas em conhecer cada uma das obras, deve acompanhar as postagens diárias que o artista vem fazendo.

Sobre Edicarlos Silva

Edicarlos Silva é natural do município sertanejo de Catolé do Rocha-PB e mora em João Pessoa há mais de 29 anos. Possui graduação em Marketing e é estudante de Direito, na UFPB. Atua como servidor da Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba. O artista plástico é ainda ator e encantado com a arte circense (desenvolvendo o palhaço “Tôletin”).

Para conhecer mais sobre o trabalho de Edicarlos, pode acessar o link do seu site pessoal: https://edisenso01.wixsite.com/edicarlosilva

Redação Gabinete Paraíba

“Um perigo para o Brasil e para o Mundo” afirma Jornal Britânico The Guardian, sobre Bolsonaro

Editorial diz que saída do Presidente seria bem-vinda pelo bem do Brasil e do Planeta.

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução.

O jornal britânico The Guardian, em editorial publicado nesta segunda-feira (05), definiu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como “um perigo para o Brasil e para o mundo”.

A publicação diz que “a perspectiva de um extremista de direita se tornar presidente sempre foi assustadora”, e acrescenta que “o pesadelo se revelou ainda pior na realidade”.

“Ele não apenas usou uma lei de segurança nacional da época da ditadura para perseguir os críticos e supervisionou o aumento do desmatamento na Amazônia em 12 anos, mas também permitiu que o coronavírus se alastrasse sem controle, atacando as restrições de circulação, máscaras e vacinas. Mais de 60 mil brasileiros morreram somente em março” – afirma o jornal.

O editorial ainda cita a volta de Lula ao cenário político como “suficiente para concentrar as mentes de direita em encontrar um candidato alternativo (a Bolsonaro)”, e conclui que a saída do atual presidente no poder “seria bem-vinda, pelo bem do Brasil e do resto do planeta”.

O Brasil tornou-se o epicentro da pandemia do novo coronavírus e lidera recorde de mortes diárias por Covid-19 no mundo, reflexo de decisões ineficientes e tardias do governo Bolsonaro. Em resposta ao risco sanitário, a Bolívia fechou as fronteiras com o país e recomenda que outros países de fronteira façam o mesmo.

Fonte: Carta Capital

[MATCH CERTO] Prefeito Charles Camaraense comemora parceria com seu Vice, Renan Furtado

Prefeito postou em seu Instagram a mensagem de agradecimento e comemoração pela parceria com seu Vice.

Charles e Renan. Foto:
Charles Camaraense/Reprodução.

Na manhã desta terça-feira (06) de abril, uma mensagem no Instagram que anima qualquer munícipe: ver o seu Prefeito alegrar-se pela parceria política e pela amizade com o seu Vice.

Nos últimos tempos e mais precisamente após 2016, com as movimentações políticas envolvendo o ex-Presidente da República, Michel Temer (MDB) – anteriormente Vice – e a ex-Presidenta Dilma (PT), as pessoas ficaram com uma pulga atrás da orelha, com relação ao papel do vice, até em eleições para o Grêmio Estudantil ou para Síndico de Condomínio.

Mas no Curimataú Paraibano e mais precisamente na Serra do Cuité, essa maldição parece estar bem longe de acontecer e é o que demonstra o próprio Prefeito do Município, Charles Camaraense (Cidadania) ao comemorar a adesão de seu atual Vice, Renan Furtado (Cidadania) – à época, Presidente da Câmara Municipal – exatamente um ano atrás, ao seu projeto.

“Há exatamente 1 ano o amigo e hoje vice-prefeito Renan Furtado, na época presidente da Câmara Municipal de Cuité, era apresentado como adesão para o nosso projeto e meu futuro companheiro de chapa. A parceria deu certo demais e hoje, graças a Deus e ao povo de Cuité, estou prefeito reeleito e ele vice eleito” – comemorou Charles.

Para quem não sabe, o ex-Vereador e hoje Vice-Prefeito de Cuité, Renan Furtado, era aliado do casal Bado e Euda Venâncio (MDB), ambos correligionários do Deputado Estadual Buba Germano (PSB), adversário político declarado dos Camaraense.

A adesão de Furtado, um jovem jurista respeitado e com família tradicional na política cuiteense, foi uma surpresa para toda a região do Curimataú e Seridó do estado. Não só pelo alinhamento político com os bubistas, mas pela própria postura divergente do Prefeito Charles, enquanto ocupava o assento de vereador na “Casa de Manoel Felipe dos Santos”.

Contudo, com as eleições municipais de 2020 e a vinda do ex-Vereador para o Cidadania, partido do próprio Prefeito, essa relação mostrou-se bastante promissora, conforme declara o próprio Charles, que elogia o trabalho do seu companheiro de chapa, mesmo enquanto vereador e mostra que Renan veio para ser um Vice verdadeiramente produtivo, não um mero figurante ou conspirador, como era o costume, na terra dos antigos índios Cuités.

“Estamos apenas no início dessa gestão compartilhada, mas mesmo antes de assumir o cargo, e até antes de ser nosso aliado político, Renan já buscava recursos e melhorias para nosso município. Hoje, ao meu lado nessa missão, mesmo acometido pela Covid-19 há pouco tempo, o Caba Forte já nos auxilia na gestão e põe um fim ao ciclo de passagem de vice-prefeitos que não cumpriam absolutamente nenhum papel” – afirma o gestor.

Se o Prefeito está tão feliz e animado com essa união política, imagine seu povo, que agora alegra-se por ter uma gestão que promete ser duradoura e que está pautada na unidade e no trabalho que avança, em prol do município.

Bom, para aqueles que não acreditavam ou que torciam pelo insucesso do namoro, este é o exemplo de um verdadeiro Match e um Match político que deu certo, daqueles que dão gosto a toda família.

Redação Gabinete Paraíba