[ECONOMIA] Serasa aponta que 2020 bateu recorde de abertura de empresas

Órgão afirma que maior parte das empresas são de microempreendedores individuais.

Serasa. Imagem: Reprodução.

Em 2020, foram abertas 3,3 milhões de novas empresas, segundo levantamento da Serasa Experian. O número representa um crescimento de 8,7% em comparação com 2019, sendo o maior desde 2011, início da série histórica da Serasa.

A maior parte das novas empresas (79%) são microempreendedores individuais, totalizando a abertura de 2,7 milhões de MEIs. “O alto número de MEIs é um dos fatores que comprova o empreendedorismo por necessidade, já que durante quase um ano de pandemia muitas pessoas que perderam seus empregos optaram por abrir um CNPJ [Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica] e trabalhar com aquilo que já sabiam fazer ou em segmentos com baixo custo de aprendizagem”, explica o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

O ramo da alimentação representou 9,7% do total empresas a abertas, sendo o segmento com maior número de novas empresas. Em seguida vem o setor de confecções, com 6,2% do total, e o de reparos e manutenção, com 6,1%.

Segundo Rabi, esses dados mostram uma adaptação dos empreendedores à realidade da pandemia do novo coronavírus. O setor da alimentação oferece produtos essenciais e possibilitam a abertura de negócios de baixo custo. “Agora, quando falamos em confecção, o segundo ramo no ranking de abertura de novas empresas em 2020, fica claro que a produção das máscaras de proteção contra a covid-19 impactou o índice”, acrescenta o economista.

A Região Norte teve o maior crescimento na abertura de novos negócios, com 20,9% de aumento em relação a 2019, com o surgimento de 174,5 mil novos empreendimentos. No Centro-Oeste a expansão ficou em 13,3% e no Sul em 11,5%.

Fonte: Fala Nordeste

[HIPOCRISIA] “Todo impeachment é traumático”, diz Michel Temer, principal articulador do impedimento contra Dilma Rousseff

Temer diz ser radicalmente contra impeachment de Bolsonaro devido à Pandemia do Coronavírus.

Michel Temer. Foto: Reprodução.

O ex-presidente da República, Michel Temer (MDB), saiu em defesa do atual presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), manifestou-se contra um possível impeachment do atual mandatário, afirmando ser radicalmente contra a proposta.

Temer – o principal articulador e beneficiado do impeachment da Presidenta Dilma Rousseff (PT), em 2016 – em entrevista à rádio Jovem Pan, nesta quarta-feira (14), usou como desculpa a pandemia da Covid-19 e o “trauma político” vivido no país para justificar que o Bolsonaro não pode ser impeachmado. Confira:

“Aliás, eu devo dizer que todo impeachment é traumático. Eu passei por esse momento, vocês acompanharam. Quando cai um presidente por meio do impedimento sempre cria um trauma político. Neste momento, nós estamos numa pandemia violentíssima. Imagine misturar a pandemia com um pedido de impeachment?” – declarou o emedebista.

Entenda a relação entre Temer e Bolsonaro

Em 2020, o Presidente Bolsonaro escolheu o ex-Presidente Michel Temer para chefiar uma missão humanitária de seu governo ao Líbano.

A relação entre os presidentes é bastante próxima, de acordo com o próprio Jair, que na época disse que de vez em quando tomava conselhos com o emedebista.

“…de vez em quando eu converso com ele. A gente tem que trocar uma ideia de vez em quando com algumas pessoas, até para ver se a gente se livra de alguns problemas, pra ver se resolve alguma coisa. Me sinto muito bem em conversar com ele e ele se sente muito bem em conversar comigo” – afirmou Bolsonaro.

Temer e Bolsonaro. Foto: Reprodução.

Redação Gabinete Paraíba

[OPINIÃO] E tá tudo bem? Psicóloga alerta para risco da normalização do sofrimento psicológico

A frase virou meme. Terminar uma sentença, geralmente tratamento de assuntos difíceis, com “… e tá tudo bem!”. Sempre que nos perguntam “tudo bem?”, a resposta automática é “tudo bem” – quantas vezes você respondeu “não, nada bem”? Para que pessoas você responderia com sinceridade?

Há mais de um ano, vivemos uma pandemia. O medo e as perdas passaram a fazer parte do dia a dia. Quantos de nós perderam pessoas amadas? Quantos perderam saúde? Quantos perderam emprego e renda? Então, como é possível estar tudo bem?

Olhe para o lado. Converse com seus amigos, vizinhos e familiares. Abra-se para ouvir que, facilmente, você verá a realidade atual da saúde mental da nossa sociedade: ninguém está bem. Os níveis de ansiedade subiram, o sofrimento está presente na vida de todos que, de alguma forma, se importam, temem ou lutam. O “novo normal” normalizou o sofrimento psicológico.

Sofrer faz parte da condição humana. Não há ninguém que passe pela vida sem ter sofrido. Mas existe o sofrimento da humanidade, e existe o sofrimento patológico. Normalizar o sofrimento nos impede de perceber quando é hora de buscar ajuda profissional.

Portanto, fale sobre sua dor. Fale sobre tudo que não está bem. Fale sobre suas perdas e seus medos. Este espaço está aberto para ouvir um “não, não está nada bem”.

Como está sua saúde mental nesta quarentena?

Confira a postagem nas redes sociais:

Dra. Letícia de Mélo Sousa
Psicóloga (CRP/13 – 6856). Doutora e Mestra em Psicologia Social pela UFPB. Pesquisadora nas áreas de gênero e sexualidade, violência contra a mulher e violência online.

CEO do Uber diz que empresa pode entrar no mercado de entrega de maconha nos Estados Unidos

A empresa de tecnologia pode começar a distribuir cannabis assim que a regulamentação federal nos EUA permitir. As informações são da CNBC

O Uber pode começar a distribuir cannabis assim que a regulamentação federal nos EUA permitir que a empresa o faça, disse o CEO Dara Khosrowshahi à CNBC na segunda-feira.

“Quando o caminho estiver livre para a cannabis, quando as leis federais entrarem em ação, vamos absolutamente dar uma olhada nisso”, disse Khosrowshahi em uma entrevista ao TechCheck.

A maconha continua ilegal de acordo com a lei federal dos EUA, mas alguns legisladores expressaram vontade de mudar a política. O governo federal tem permitido que os estados legalizem a droga com pouca interferência nos últimos anos. E até agora, 18 estados, junto com o Distrito de Columbia, legalizaram a cannabis para uso adulto.

Nova York legalizou a maconha adulta em 31 de março, com o governador Andrew Cuomo assinando a legislação. A lei também permite a entrega de produtos de maconha. Atualmente, os serviços de entrega de cannabis estão disponíveis sem restrições na Califórnia, Nevada e Oregon para pessoas com 21 anos de idade ou mais.

Por enquanto, a empresa disse que vai concentrar seus esforços nas opções de entrega atuais em suas principais categorias, como alimentos e álcool.

“Vemos muitas oportunidades lá fora e vamos nos concentrar na oportunidade que temos à mão”, disse Khosrowshahi.

As ações do Uber saltaram mais de 2% na segunda-feira, depois que a empresa registrou reservas brutas recorde para o mês de março, indicando um aumento na demanda por seus negócios de carona remunerada.

Fonte Smokebuddies

Projeto do Senador Veneziano que torna MEI jornalistas e profissionais de Comunicação será votado nesta quinta

O Projeto de Lei Complementar (PLC nº 30/2021) de autoria do Vice-Presidente do Senado Federal, Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), que possibilita aos profissionais de imprensa e aos que atuam em ramos da comunicação tornarem-se Micro Empreendedores Individuais – MEI será votado na sessão desta quinta-feira (15).

Vice-Presidente do Senado, Senador Veneziano Vital (MDB)

Na sessão, o relator da matéria, Senador Carlos Viana (PSD-MG), fará a leitura do seu relatório e em seguida começará a votação. Atualmente, não há categorias disponíveis no rol das atividades do MEI que incluam os jornalistas e profissionais que atuam em ramos da comunicação. Desde a apresentação do projeto, Veneziano tem mantido contato com senadores para mostrar a importância da matéria e os benefícios que trará.

Para Veneziano, é imprescindível ao profissional que atua na comunicação, seja ele jornalista, radialista ou que desempenhe alguma atividade do ramo, ser MEI, pois muitos deles são autônomos, frequentemente requisitados para prestar serviços diversos a variadas empresas e instituições e acabam sendo impedidos de atuar por não poderem emitir nota fiscal para o recebimento dos valores referentes aos serviços prestados.

O projeto altera a Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, e foi elaborado em conjunto com a Associação Paraibana de Imprensa – API e outras entidades que reúnem profissionais da comunicação de todo o país. A partir de então, o Gabinete do Senador Veneziano elaborou a proposta, que foi apresentada e está na pauta de votações desta quinta.

“Grande conquista para os profissionais” – Veneziano lembrou que os jornalistas podem constituir pequenas empresas e se enquadrar no Simples Nacional, mas não fazem parte das categorias que podem obter o enquadramento simplificado e a carga tributária reduzida dos microempreendedores individuais – que são regras ainda mais benéficas que o Simples.

“A realidade do mercado de trabalho prova que a maior parte da categoria se equivale aos microempreendedores individuais – empreendedores que têm receita anual de até R$ 81 mil. Por benefício da lei, os microempreendedores individuais recolhem seus impostos de forma simplificada, em valores fixos, conforme a sistemática no art. 18-A e seguintes da Lei Complementar 123. A equivalência dos jornalistas ao microempresário individual trata-se de providência de equidade”, disse Veneziano.

Ele lembrou ainda que a realidade do mercado de trabalho da atividade jornalística é a de abundância de atividades autônomas, chamadas de ‘freelancer’. “Nessa condição, o jornalista, não raro, se torna empresário de si mesmo e, assim, passa a empreender em diversas frentes e mídias para garantir sua renda”, destacou o parlamentar. “Será uma grande conquista para os profissionais”, salientou o autor da matéria.

Redação Gabinete Paraíba com ASCOM Veneziano Vital

Pronatec abre seleção com 91 vagas para professores bolsistas

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, por meio da Gerência Executiva de Educação Profissional (GEEP), divulgou no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (14) o edital retificado da seleção com 91 vagas para Professor Bolsista do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo link: http://bit.ly/pbtec até sexta-feira (16). O resultado será divulgado no dia 28/4 no Diário Oficial e no site do Paraíbatec.

As vagas são distribuídas para os cursos de Técnico em Guia de Turismo; Técnico em Segurança do Trabalho; Técnico em Programação de Jogos Digitais; Técnico em Eventos; Técnico em Administração; Técnico em Informática; Técnico em Contabilidade; Técnico em Marketing; Técnico em Confeitaria; Técnico em Informática e Técnico para Informática em Internet. O início das aulas está previsto para o mês de junho.

Serão contempladas 16 cidades da Paraíba nas quais os professores irão atuar: Boqueirão, Cabedelo, Cacimba de Dentro, Cajazeiras, Campina Grande, Conceição, Conde, Curral de Cima, Guarabira, Itaporanga, João Pessoa, Mamanguape, Monteiro, Patos, Sousa e Sumé.

Poderão participar da Seleção Pública Simplificada, para exercer o encargo de Professor Bolsista, profissionais da rede pública estadual, federal, municipal ou privada que atendam aos perfis básicos de formação da disciplina e área de conhecimento disponíveis no edital. 

A seleção se dará por meio de avaliação curricular, com caráter eliminatório e classificatório. A carga horária para o desenvolvimento das atividades exercidas pelos professores será de 16 horas semanais, com horas-aula de 60 minutos. 

Os professores selecionados serão remunerados na forma de concessão de bolsas, de acordo com o número de aulas efetivamente realizadas. O valor da bolsa por hora-aula varia de R$35 a R$50, de acordo com titulação comprovada no ato da inscrição. A gestão pedagógica e financeira desta oferta de cursos é realizada inteiramente pela Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia.

O edital está disponível no link.

Com informações do Governo da Paraíba

Estão abertas as inscrições para o Programa Habilitação Social do Governo do Estado

As inscrições para o Programa Habilitação Social (PHS) começaram nesta quinta-feira (15) e serão encerradas no dia 10 de maio. Sob a responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh), juntamente com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), o programa tem o objetivo de atender à população de baixa renda, incluindo motoboys que trabalham com delivery.

Imagem Divulgação

O PHS vai possibilitar, de forma gratuita, a obtenção da Autorização para Condução de Ciclomotores (ACC) e da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH), nas categorias A ou B, contemplando hipóteses de adição e mudanças de categorias, bem como para renovação do documento de habilitação. As inscrições serão feitas exclusivamente pelo site http://habilitacaosocial.pb.gov.br, com início às 12h do primeiro dia até as 24h do último.

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial do último sábado (10), ao todo serão 5 mil vagas, distribuídas com base nas 14 Regiões Geoadministrativas do Estado, sendo 50% (2.500 vagas) para candidatos à primeira CNH, das quais 70% para a categoria A (motos), 10% ACC (ciclomotores) e 20% para a B (carros); 40% (2.000 vagas) para as hipóteses de adição e de mudança de categoria, e 10% (500 vagas) para renovação da CNH.

Para concorrer ao processo é preciso ter mais de 18 anos, saber ler e escrever, possuir CPF, comprovar que mora em qualquer cidade da Paraíba e não estar respondendo a processo que impeça o candidato de possuir a Carteira Nacional de Habilitação.

As vagas disponibilizadas pelo programa serão distribuídas entre os beneficiários com baixo poder aquisitivo e alguns grupos terão prioridade nesse processo. São eles: beneficiários do Programa Bolsa Família; desempregados; alunos que estejam cursando o último ano do ensino médio na rede pública ou que tenham concluído o ensino médio na rede pública há no máximo dois anos; alunos concluintes ou que tenham concluído o Programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). 

E ainda: egressos do Sistema Penitenciário, inclusive os que se encontram no regime semiaberto; adolescentes que tenham cumprido medida socioeducativa nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente e que tenham completado 18 anos de idade; pessoas com deficiência; produtores selecionados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com prioridade para os agricultores de comunidades tradicionais (quilombolas, indígenas, ciganos, assentados); mulheres vítimas de violência doméstica; inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cad-Único).

Segundo o edital, são consideradas pessoas com baixo poder aquisitivo aquelas que apresentam renda per capita igual ou inferior a meio salário mínimo vigente. Já o processo seletivo será dividido em três etapas: Inscrição; Análise das informações e documentação, e Apresentação da documentação original pelo candidato, com aferição de saber ler e escrever junto à Comissão de Seleção da Sedh, de forma presencial.

O candidato beneficiado será dispensado das taxas relativas aos exames de aptidão física e mental; adição de categoria; mudança de categoria; licença para aprendizado de direção veicular (LADV); permissão para dirigir A ou B; curso teórico-técnico e de prática de direção veicular; e relativo à dispensa do pagamento das taxas da renovação de CNH.

Para o superintende do Detran-PB, Agamenon Vieira, o programa vai possibilitar à população de baixa renda tanto o acesso à obtenção da CNH, bem como a sua renovação, livre de qualquer custo, diminuindo o grande número de motoboys e profissionais de outras categorias que estão trabalhando sem a permissão para dirigir, “o que faz com que o PHS seja um grande programa social do Governo da Paraíba”.

Já o secretário de Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, considera uma ação importante de amplo alcance social, que vai contemplar um público que necessita desse olhar. “Segundo dados do sindicato que representa a categoria, 38% dela está trabalhando sem a legalização da CNH, um número alto. Então esse programa veio para ajudar, regularizar esses trabalhadores que vêm prestando um serviço relevante, principalmente nesse momento de pandemia”. 

Com informações do Governo do Estado

Governo do Estado lança edital de bolsa de pesquisa de 400 reais, a estudantes egressos da rede estadual com bom desempenho no Enem 2020

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq), em parceria com a Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba, lançou o edital de apoio a estudantes egressos de excelência da rede estadual de ensino. O edital visa conceder apoio financeiro aos alunos que apresentaram um bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O auxílio financeiro para bolsas de pesquisa será de R$ 400 mensais, pelo período de 12 meses. No total, serão disponibilizados R$ 144 mil, oriundos do Tesouro Estadual.

Durante o programa Conversa com o Governador, desta segunda-feira (12), o governador João Azevêdo ressaltou a importância dessa ação. “Nós estamos destinando recursos para estas bolsas como forma de incentivar os alunos, porque eu sei que isso é um esforço muito grande. Na Universidade muitas vezes vai ser exigido um deslocamento maior, uma necessidade de um aporte e através desse edital estaremos ajudando 30 alunos a atingirem seus objetivos de maneira mais fácil. Tenho certeza que assim que as condições permitirem iremos ampliar esse programa”, garantiu.

Serão concedidas até 10 bolsas para os alunos que obtiveram nota igual ou superior a 980 pontos na redação do Enem 2020; e até 20 bolsas para os alunos que foram selecionados em primeiro lugar em curso superior na chamada regular (ampla concorrência ou cotas), matriculados em IES do estado da Paraíba, por meio do Sisu 2020. 

As inscrições no edital podem ser feitas a partir desta segunda-feira (12) até 12 de maio próximo. A divulgação do resultado final será no dia 28 de maio deste ano. O estudante interessado em receber uma bolsa deverá realizar a sua inscrição on-line no endereço https://sigfapesq.ledes.net/

Com informações do Governo do Estado

Vereador petista confirma tentativa de formação de bloco de esquerda para as eleições 2022

O vereador de João Pessoa, Marcos Henriques (PT), revelou nesta quarta-feira (14), durante entrevista à TV MASTER, que os partidos de esquerda da Paraíba estão se organizando para lançar uma frente de esquerda nas eleições de 2022.

Segundo o vereador, houve uma reunião onde foi discutido com o PT, PSOL, PV,PSB, PCdoB e UP a criação do grupo e a formatação de um projeto de desenvolvimento para Paraíba.

“Primeira coisa que essa frente vai fazer é discutir projetos. Iremos fazer uma análise pé no chão para o desenvolvimento da Paraíba” disse Marcos.

Com informações do Acesso Político

[BBB] Deputados paraibanos aprovam honraria da Assembleia Legislativa a Juliette

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta terça-feira (13), a concessão da Medalha Epitácio Pessoa para a advogada e maquiadora paraibana Juliette Freire. A proposta, assinada por todos os 36 parlamentares da Casa Epitácio Pessoa, tem como objetivo homenagear a participante do programa Big Brother Brasil da Rede Globo, após sofrer xenofobia durante a sua participação e se tornar destaque nacional pela sua atuação no reality show e defesa dos valores, costumes e cultura paraibana. A Câmara Municipal de João Pessoa e a de Campina Grande também aprovaram homenagens com votos de aplausos.

O Projeto de Resolução 279/2021 foi aprovado por unanimidade durante a sessão remota. Os parlamentares destacaram que o intuito da homenagem é também o fato da participante Juliette está despertando a curiosidade dos brasileiros, que não conhecem a Paraíba, ao ressaltar as belezas naturais do estado e da Capital João Pessoal, a exemplo das belas praias, além de valorizar constantemente os artistas filhos da terra, como Chico César, Shylton Fernandes, Capilé, entre outros.

“Juliette sofreu preconceito em relação ao lugar de nascimento. Mas, foi forte, superou as críticas e tem atraído a atenção de todo o Brasil. Não à toa que ela é a paraibana com maior número de seguidores no Instagram, ultrapassando os 20 milhões. Ela vem aproveitando sua simpática visibilidade no BBB 21 para divulgar a Paraíba – suas belezas, pontos turísticos, eventos marcantes, o que é muito importante para atrair turistas num futuro próximo, quando a pandemia estiver mais controlada, e, quem sabe, atrair até novos investimentos”, destacaram os autores da propositura.

A Medalha Epitácio Pessoa é a mais alta honraria da Assembleia Legislativa e tem como objetivo homenagear personalidades por sua importante contribuição à Paraíba.

[Nascida em Campina Grande, mas atualmente vivendo em João Pessoa, Juliette Freire, 31 anos de idade, é a filha caçula de uma cabelereira e um mecânico. Sempre reconhecida por sua animação e jeito extravagante, a morena abandonou o curso de medicina para dedicar-se a advocacia. Atualmente, estudando para ser delegada, Juliette ganha a vida com um hobby, a maquiagem, mas não deixa de advogar para os mais vulneráveis, uma herança herdada dos tempos em que estagiou nas Defensorias Públicas do Estado e da União.

Fonte Paraíba Debate