Conheça Arlindo Farias, jovem que tem revolucionado a educação no Sertão da Paraíba

Um jovem da cidade de Paulista, Arlindo Alves de Farias, tem sido destaque na região do Sertão pela sua luta em prol da educação. Arlindo é filho adotivo do caminhoneiro Evilazio Alves de Sousa e da doméstica Marinez Rita da Silva. Do Sítio Queimado ao Curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande. Esta é a trajetória do jovem que decidiu iniciar um cursinho, como professor de redação, que tem transformado a vida de muitos estudantes há 05 anos.

O jovem, que sempre foi aluno de escola pública, conseguiu ser aprovado em 25 universidades, e hoje é estudante do 8º período do curso de Direito com apenas 21 anos. Arlindo destaca que sempre teve interesse em cursar Direito, pois foi criado em uma Zona Rural, onde via direitos da população serem negados.

“Eu morei na Zona Rural 16 anos. Sempre travei uma luta muito grande para ter acesso à educação. Na minha casa humilde, no sítio Queimado, não havia nem água encanada. Era uma realidade árdua, mas aquilo criou em mim um sentimento de defesa pelo coletivo. Eu queria voltar ali um dia e poder lutar para mudar aquela realidade. Eu e minha mãe cuidávamos do meu pai que tinha câncer de próstata. Todos os dias acordávamos de madrugada para encher os baldes. Era desafiador. Podia faltar tudo, mas não faltava amor e coragem de vencer”, pontua Arlindo.

Arlindo no Sítio onde viveu.
Foto: Arquivo Pessoal.

Mesmo em face dessa realidade, Arlindo lutou e conseguiu ser aprovado em diversas universidades federais do país e escolheu o Centro de Ciências Jurídicas e Sociais para cursar a universidade dos sonhos. No meio dessa trajetória, o jovem montou um cursinho de redação que visa preparar estudantes para o Enem.

“Eu fui aprovado em janeiro de 2018, no Enem, para cursar Direito. Logo após concluir o ensino médio. Mas, para mim, a minha aprovação não bastava, pois eu desejava ajudar outras pessoas na área que elas tinham mais dificuldade: redação. Por ter conseguido uma nota boa na redação do Enem 2017 – 940 pontos – decidi preparar jovens e repassar a eles tudo que aprendi. A partir disso, Paulista foi destaque estadualmente e nacionalmente na área de redação. Isso me faz ver que nada foi fácil, mas tudo valeu a pena”, destaca o jovem.

Arlindo representa a força de uma geração jovem determinada a mudar a realidade em que vive e que não mede esforços para buscar a renovação das atitudes em prol do bem de todos. O jovem pontua que seguirá com esse objetivo de transformar vidas na carreira jurídica:

“Ser inconformado com desigualdades sempre foi uma bandeira minha. Acredito que podemos ir além e que devemos lutar por mais oportunidades, defendendo a educação e a relevância que a mesma possui para um povo. No direito, já estou contornando esse olhar de defesa pelo bem público e seguirei uma carreira que busque ajudar mais vidas e cooperar para a construção de justiça, principalmente, social”, finaliza o estudante.

Redação Gabinete Paraíba

Democracia Cristã referenda o nome de Eymael como opção para a terceira via

“O Democracia Cristã se apresenta como uma opção de candidatura de terceira via para livrar o Brasil dessa polarização que tem emperrado o desenvolvimento do país”. A declaração é do presidente do diretório do Democracia Cristã do Distrito Federal e pré candidato ao GDG, professor Lucas Salles, ao confirmar que a legenda referendou, à unanimidade, o nome de José Maria Eymael como pré-candidato a presidente da República, no 23º Encontro Nacional de Presidentes Estaduais e 11° Encontro Nacional de Presidentes da Democracia Cristã Mulher, ocorridos em São Paulo.

Eymael. Foto: Ascom.

A trajetória política de José Maria Eymael se confunde com a assunção da Constituição de 1988, chamada de ‘Constituição Cidadã’, por representar a mais ampla Carta Magna de todos os tempos, em termos de garantia de direitos de todos os cidadãos e cidadãs brasileiros. Presidente nacional do DC, Eymael foi um dos constituintes mais operosos na formatação do conjunto de leis que deram perfil democrático e ético à nossa Constituição.

Graduado em Direito e Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Eymael foi considerado, em 1988, um dos 12 deputados federais mais influentes do Congresso Nacional, em lista elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

E após a conclusão da Assembleia Constituinte, ficou entre os 15 parlamentares que mais aprovaram propostas para a Constituição: ao todo foram 145. Entre as mais importantes, destacam-se o aviso prévio de 30 dias para todos os trabalhadores; a redução da jornada semanal de trabalho (de 48 para 44 horas); a obrigatoriedade da União, estados e municípios publicarem, até o dia 30 de cada mês, os recursos arrecadados em impostos no mês anterior, de modo a dar mais transparência às receitas públicas; a manutenção do nome de Deus no preâmbulo da Constituição, e o artigo 180 da Constituição, que estabelece a obrigatoriedade de a União, os estados e municípios incentivarem o turismo como fator de desenvolvimento econômico e social.

Ficou acordado também que o Distrito Federal e outros estados terão candidatura própria a governador.

No evento partidário de São Paulo, o presidente José Maria Eymael deu o tom da atuação do DC nas eleições do próximo ano: “É avançar! Avançar com a esperança dos que sonham, a coragem dos que enfrentam e a garra dos que vencem!”.

Por Renan Martins