[TOM FORTE] Ana Claudia se posiciona nas redes sociais e reforça pronunciamento do Secretário Geraldo Medeiros

A Secretária de Estado, Ana Claudia Vital, se posicionou em suas redes sociais, na tarde dessa segunda-feira (8), reforçando o pronunciamento do Secretário de Saúde do estado, Geraldo Medeiros, no debate em torno da nova avaliação do município de Campina Grande no Plano Novo Normal Paraíba, que passou a definir a cidade em bandeira laranja, devido ao aumento do número de casos da COVID e a diminuição de leitos disponíveis.

Em tom mais forte, no seu perfil no Twitter, Ana Claudia criticou a postura do prefeito e cobrou seriedade, “Fazer politicagem e ainda por cima sem conhecimento de causa é irresponsabilidade, em um momento que requer seriedade e respeito à vida!”

Confira postagem abaixo:

Já no seu perfil no Instagram, Ana Claudia também divulgou trecho do pronunciamento do Secretário Geraldo Medeiros, ao programa Arapuan Verdade, do Sistema Arapuan de Comunicação, onde o mesmo rebateu as críticas do Prefeito Bruno Cunha Lima e o chamou de ‘neófito em gestão pública’. Ainda segundo o Secretário, o prefeito “necessita aprender a interpretar e calcular o índice de transmissibilidade, que não é calculado pelo Governo da Paraíba e sim pelo departamento estatístico da Universidade Federal da Paraíba”. As declarações do Secretário ganharam as manchetes dos portais de notícia do estado.

Confira a postagem abaixo:

Governador também reage

Ainda na tarde dessa segunda (8), o Governador João Azevedo também criticou a fala do Prefeito de Campina Grande, que alegou uma diminuição na disponibilidade de leitos de UTI na Capital. Segundo João, “No dia 6 de agosto de 2020, a 1ª Macro (Região de João Pessoa) tinha 193 leitos de UTI. Ontem, eram 212 e vamos abrir até chegar em 259 leitos de UTI. Dizer que João Pessoa ou a 1ª Macro não fizeram sua parte, é infelizmente uma grande mentira que precisa ser rebatida”.

Além disso, o Governador criticou a tentativa de palanque político no estágio em que vivemos da pandemia, afirmando também que o estado é uno, ou seja, “as lideranças têm que saber que o Estado é uno. Cada município que tiver leito disponível terá que disponibilizar para toda Paraíba. Não adiante fazer reserva de mercado”, declarou João.

Entenda

Ainda na noite do último domingo (7), em suas redes sociais, o Prefeito de Campina Grande, deu a entender que a gestão não concordaria com a nova avaliação do município no Plano Novo Normal e que não adotaria medidas mais restritivas, como determina o decreto estadual. Para Bruno, o aumento do número de casos e a diminuição do número de leitos de UTI são de responsabilidade de outros municípios e que Campina Grande não deveria ser penalizada, apesar de ser responsável por atender pacientes de toda região.

Redação Gabinete Paraíba

Secretário de Saúde do Estado rebate Prefeito de Campina Grande e cobra regulação de atendimentos na cidade

O Secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, se pronunciou nessa segunda-feira (8) a respeito do posicionamento do Prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, em relação a nova avaliação do Governo do Estado que colocou Campina Grande na bandeira laranja do plano de medidas de combate a Covid-19. O impasse ocorre depois do aumento do número de casos e internações na Rainha da Borborema e do posicionamento da Prefeitura de não acatar a tomada de medidas mais restritivas, como prevê o decreto estadual.

“É um neófito em gestão pública e necessita aprender a interpretar e calcular o índice de transmissibilidade, que não é calculado pelo governo e sim pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por seu departamento de estatísticas”, rebateu Medeiros.

O Secretário ainda questionou sobre a regulação de pacientes em Campina Grande, no que se refere ao atendimento e internação de pacientes nos hospitais no município. Ele ressalta que enquanto a taxa de ocupação do Hospital de Clínicas oscila entre 90% e 100% nas últimas semanas, no Hospital Municipal Pedro I, referência para Covid-19, se mantém na faixa de 46%.

“Mostra a necessidade de que a regulação de Campina Grande seja centralizada na Central Estadual de Regulação, para ter distribuição homogênea dos pacientes”, frisou Geraldo Medeiros.

Redação Gabinete Paraíba com informações do MaisPB

Vereador Bruno Farias desmente Prefeito de Campina Grande e diz: “Não é hora de divisionismo nem de politicagem. O que a Paraíba precisa é de união para salvar vidas.”

Vereador Bruno Farias

O líder da bancada governista na Câmara Municipal de João Pessoa, Bruno Farias (Cidadania), lamentou na noite deste domingo (07) declarações desatualizadas do prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), que citou dados, segundo o parlamentar, falsos sobre os leitos de UTI em João Pessoa.

“O prefeito de Campina, talvez induzido ao erro, disse que o hospital Santa Isabel reduziu o número de vagas de UTI de 40 para 20. Essa informação não procede; Isso é uma fake news! O plano de contingência da unidade na gestão Cartaxo previa 50 leitos de UTI para o Ministério da Saúde, mas era pura ficção. E nunca chegou a 20. Só recebemos 10”. E completou: “Em poucos dias, Cícero abriu mais 60 vagas em uma única unidade hospitalar, sem falar das 25 novas que estão sendo abertas no Pronto Vida”, desabafou Bruno.

O líder explicou que, ao contrário do que o prefeito de Campina Grande falou, “a rede municipal conta agora com 227 leitos exclusivos para Covid-19, sendo 100 de UTI, 95 de enfermaria e 32 de estabilização”. “Sem falar que Cícero e Leo abriram 5 novas usinas de oxigênio, o que exigiu a adequação das UPAS e hospitais”, esclareceu.

Farias disse ainda que, ao invés de usar as redes sociais para disseminar medo e desinformação, após uma reunião em que o governador João Azevedo (Cidadania) mostrou-se aberto ao diálogo, o prefeito da Rainha da Borborema deveria assumir a postura de gestor de uma grande cidade que tem o papel de atender a sua macrorregião, sem se lamentar por este papel, já que recebe recursos para tanto. “Não é hora de divisionismo nem de politicagem. O que a Paraíba precisa é de união para salvar vidas. Graças a Deus e ao povo, João Pessoa escolheu um gestor humano e consciente de sua responsabilidade”, arrematou.

Redação Gabinete Paraíba

Secretário Galego do Leite participa de Reunião com Associação dos Municípios do Cariri e Agreste Paraibano

Na manhã dessa sexta-feira (5), o Secretário Executivo da Secretaria de Desenvolvimento e Articulação Municipal do Estado, Galego do Leite, participou de reunião virtual da AMCAP – Associação dos Municípios do Cariri e Agreste Paraibano.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Galego do Leite, que esteve representando a Secretária Ana Claudia Vital, recebeu o convite da Direção da entidade, em nome do Prefeito de São Sebastião do Umbuzeiro e Presidente da AMCAP, Adriano Wolff, o encontro ainda contou com a participação de um representante da Federação Nacional dos Prefeitos. A reunião serviu para que o Secretário pudesse apresentar aos membros da Associação, o projeto de Unidades de Triagem de Resíduos Sólidos Urbanos, ação do Governo do Estado, através da SEDAM, em parceria com o Ministério Público Estadual e a FAMUP, que também beneficiará municípios da região.

Programação do Encontro


Na ocasião, o Secretário reafirmou a disponibilidade e iniciativa do Governador João Azevedo em resolver uma demanda antiga dos municípios paraibanos, o fim dos lixões nas cidades, apresentando as etapas de criação e execução do projeto, como também dando destaque a importância da participação das prefeituras, frisando os benefícios sociais e ambientais. O projeto de Unidades de Triagem de Resíduos Sólidos, receberá um investimento de cerca de 4 milhões de reais por parte do Governo do Estado, que pretende construir 17 Galpões de triagem, divididos em 17 grupos de municípios, espalhados por todo o estado e que ao todo atingirá cerca de 85 cidades, apenas nessa primeira etapa.

O Projeto, que além de ter como objetivo o fim dos lixões, protegendo o meio ambiente, incentivando a implementação da coleta seletiva nas cidades, pretende também fomentar a criação de Associações e Cooperativas de Catadores, gerando emprego, renda e dignidade para dezenas de famílias.

Por fim, o Secretário parabenizou a iniciativa da entidade, enfatizando a importância do seu papel para o desenvolvimento dos municípios da região.

Redação Gabinete Paraíba

Morre José Carlos da Silva Júnior, Presidente do Grupo São Braz, em decorrência da Covid-19

Faleceu devido a uma parada cardiorrespiratória no Hospital Sírio-Libanês, onde encontrava-se internado

José Carlos da Silva Júnior. Foto: Reprodução.

O presidente do Grupo São Braz e proprietário das TVs Cabo Branco e Paraíba, José Carlos da Silva Júnior, faleceu na manhã desta sexta-feira (5) em decorrência da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória. José Carlos tinha 94 anos, era viúvo e deixa três filhos, Ricardo Carlos, Eduardo Carlos e Eliane Freire.

José Carlos da Silva Júnior nasceu em Campina Grande, em 16 de junho de 1926. Filho de José Carlos da Silva e Maria Rosa da Silva, formou-se em contabilidade e construiu a vida profissional como empresário nos segmentos de alimentos, comunicação e automotivo.

Em 1982, foi convidado a disputar o cargo de vice-governador na chapa de Wilson Braga pelo Partido Democrático Social (PDS), na ocasião, derrotou Antônio Mariz na disputa eleitoral. Quatro anos depois, em 1986, deixou o cargo após a desincompatibilização de Braga, que disputaria uma vaga no Senado Federal pela Paraíba.

Como suplente, assumiu a vaga de senador nos anos de 1996, 1997 e 1999, após licenças de Ronaldo Cunha Lima. Em seus discursos, sempre defendeu melhorias à conjuntura econômica nordestina e brasileira, com destaque para sua atuação como membro da Comissão Especial que estudou as causas da pobreza no país, em outubro de 1999.

Além da atividade política, José Carlos da Silva Júnior também participou ativamente de importantes entidades do setor industrial. Foi presidente da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), do Sindicato do Milho, Torrefação de Café e Refinação do Sal do Estado da Paraíba; vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep); diretor da Bolsa de Mercadorias da Paraíba, além de ter integrado os conselhos da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Associação Comercial de Campina Grande.

Fonte: G1 Paraíba

Com 60 leitos de UTI, Hospital de Clínicas de Campina Grande se torna maior unidade de tratamento da Covid-19 na Paraíba

Hospital das Clinicas de Campina Grande

O Hospital de Clínicas de Campina Grande ampliou novamente, nesta quinta-feira (04), sua capacidade de atendimento para pacientes em estado grave vítimas da Covid-19. O HC passa de 40 para 60 leitos de UTI, e ainda conta com mais 50 leitos de enfermaria e três leitos de decisão clínica. Agora a unidade dispõe de sua capacidade máxima, que é de 113 leitos. O aumento de mais 20 leitos para o hospital foi anunciado pelo governador João Azevedo. Com a medida o Hospital de Clínicas passa a ser o maior na Paraíba destinado ao tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Registrando mais internações e alcançando no último dia (02) de março 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, em menos de uma semana, o HC dobrou a quantidade de leitos de UTI disponibilizados, passando de 30 para 60.

Leitos Hospital das Clinicas

Além do aumento de leitos em Campina Grande, outros novos leitos serão distribuídos pelas três macrorregiões de Saúde da Paraíba, contemplando também os municípios de João Pessoa, Cajazeiras, Patos, Pombal e Piancó. Ao todo foi autorizada a abertura de mais 147 leitos destinados ao tratamento da Covid-19 no estado.

O diretor técnico do Hospital de Clínicas, Dr Jhony Bezerra, destacou o esforço do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, para possibilitar a ampliação de leitos e fez novamente um apelo para a população seguir as recomendações das autoridades sanitárias. “É com muito esforço que estamos abrindo mais leitos, já que, além de equipamentos, também precisamos de profissionais de saúde para trabalhar. E é por isso que mais uma vez eu peço a população que use máscaras, mantenha o distanciamento social e higienize as mãos constantemente”, reforçou.

Com informações do Governo do Estado

Líder da oposição em Campina Grande defende isenção de IPTU para beneficiários do Auxílio Emergencial.

Anderson Almeida – Vereador em Campina Grande. Foto: Internet

O líder da oposição da Câmara de Campina Grande, vereador Anderson Pila (Podemos), defendeu que a Prefeitura de Campina Grande estabeleça a isenção no IPTU para os campinenses que foram contemplados com o Auxílio Emergencial em 2020.

Até o dia 08, o Imposto Predial Territorial Urbano de 2021, que é cobrado pela prefeitura, deverá ser pago pelos munícipes de Campina Grande.

Anderson justifica que a medida é necessária diante do agravamento da situação econômica provocada pela pandemia do coronavírus.

“Eu peço ao prefeito de Campina Grande que possa ter a sensibilidade que aqui está exposta para conceder 1 milhão e 800 mil, podendo ser 3 milhões e 600 mil, ao bolso das empresas, que tenha essa mesma sensibilidade isentando o IPTU dos campinenses que receberam o Auxílio Emergencial no ano passado”, disse.

Ascom.

Programa Fala Juventude dá início a Programação Especial do Mês da Mulher

Programa da Rádio Tabajara estabelece parceria com a Secretaria da Mulher e Diversidade Humana para a programação especial do Mês de Março


Fala Juventude

O “programa mais jovem do rádio paraibano”, que é uma inciativa da Secretaria Executiva de Juventude em parceria com a Empresa Paraibana de Comunicação, através da Rádio Tabajara FM, deu início à programação especial do Mês da Mulher 2021.

Pelo terceiro ano consecutivo, o programa, em parceria com a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, apresenta temas alusivos ao segmento feminino.

Nesta última quarta-feira (03), abrindo a programação do mês, Wéverton Correia, Denise Miranda e Heitor Marinho, receberam a Professora da UFCG e Doutora em Física, Mirleide Dantas, para discutir o tema “Mulher e Ciência: a importância da representatividade feminina”.

Outros temas já estão confirmados para os próximos programas, tais como: “Mulheres e Sucesso nos Negócios”, “Mulheres, deficiência e superação através do esporte”, “Protagonismo Feminino nas forças de segurança”, dentre outros.

Uma das apresentadoras do programa, a Assistente Social e Gerente de Articulação Territorial da Secretaria de Juventude, Denise Miranda, pontuou a importância da discussão dos temas:

“Entendemos que o Mês da Mulher é uma iniciativa extremamente importante na agenda governamental e ainda mais se tratando de políticas públicas voltadas para as mulheres. Nós do Fala Juventude preparamos temas de muita relevância para podermos falar sobre as dificuldades que as mulheres enfrentam, as suas histórias de superação e como as mesmas podem ultrapassar as barreiras que a sociedade patriarcal na qual vivemos ainda nos impõem”, declarou.

O Fala Juventude vai ao ar todas as quartas-feiras, das 20h às 21h, pelas ondas sonoras da Rádio Tabajara FM 105,5 e também está disponível nas plataformas de streaming e no Instagram @falajuventude105.5.

Redação Gabinete Paraíba com informações do Fala Juventude

COVID em Campina: Secretário de Saúde estadual faz previsão de medidas mais restritivas na cidade

O Secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, em entrevista a uma emissora local de rádio, nessa quinta-feira (4), fez uma alerta sobre a necessidade e a previsão de medidas mais restritivas para o município de Campina Grande.

“Campina Grande está com 78% dos leitos de UTI adulto ocupados. Há um sinal vermelho de alerta e, tenho certeza, nas próximas avaliações, há necessidade medidas mais restritivas”

A fala do Secretário, corrobora com o aumento do número de casos de internação na cidade e com a diminuição de leitos disponíveis no município. Campina Grande, que até a semana passada gozava de uma certa estabilidade e disponibilidade de leitos, atingiu a marca de 78% de ocupação nessa última quarta-feira (3).

Segundo a última avaliação estadual, Campina Grande encontra-se em bandeira amarela e não foi afetada pelas medidas mais rígidas do último decreto lançado pelo Governo do Estado. Essa situação deverá mudar com os novos dados da COVID no município, a próxima avaliação do Governo ocorrerá na próxima quarta-feira.

De acordo com o Secretário, “Nós poderemos ter uma surpresa dentro de poucos dias se não adotarmos medidas mais restritivas, porque há a circulação das novas variantes do novo coronavírus.”

Redação Gabinete Paraíba com informações do Blog do Max Silva.