Eleitores podem tirar ou regularizar o Título pela internet até dia 4 de Maio

Segundo o calendário eleitoral deste ano, as eleitoras e os eleitores que mudaram de endereço ou que, por qualquer outro motivo, necessitem alterar o local de votação têm até o dia 4 de maio para regularizar o cadastro na Justiça Eleitoral e, assim, poder votar nas Eleições Gerais de 2022. A mudança pode ser feita pela internet, por meio da plataforma TítuloNet, sem a necessidade de se dirigir ao cartório eleitoral.

Tudo on-line

O primeiro passo para a alteração do cadastro eleitoral é verificar se há algum débito pendente na Justiça Eleitoral. A consulta pode ser feita na seção “Serviço ao Eleitor” do Portal do TSE. Ali também é possível emitir o boleto dos eventuais débitos para pagamento.

Depois, é necessário enviar a imagem ou o arquivo PDF de um documento oficial com foto, frente e verso; do comprovante da nova residência com, pelo menos, três meses de moradia; do recibo de pagamento dos eventuais débitos com a Justiça Eleitoral; e, para os homens acima de 18 anos, do comprovante de quitação do serviço militar obrigatório.

Também é preciso enviar uma selfie, segurando junto de si o documento oficial informado no cadastro, com a foto virada para a câmera. Nessa fotografia, o solicitante não poderá usar óculos, chapéu ou qualquer outra peça de vestuário que atrapalhe a visualização do rosto.

Ao fazer o requerimento, o interessado apenas em atualizar o cadastro não poderá marcar a opção “Não Tenho”, pois assim iniciará o procedimento para emissão de um título eleitoral originário. É importante informar um número de telefone para contato, no caso de ser apontado algum problema com a documentação juntada.

O requerimento será concluído somente após a análise das informações prestadas e dos documentos apresentados, que serão confrontados com a imagem do requerente e a respectiva fotografia no documento de identidade. Para acompanhar o processo de análise, basta acessar o Portal do TSE.

Rafaela Camaraense participa de reunião com Presidente Nacional do Cidadania

A Secretária de Juventude do Governo da Paraíba, Rafaela Camaraense (Cidadania), participou na manhã do último sábado (13), de uma reunião com o Presidente Nacional do Cidadania, o ex-Deputado Federal, Roberto Freire.

O encontro foi marcado pela presença de várias prefeitas, vice-prefeitas, deputadas estaduais e vereadoras do Cidadania e foi organizado pela Secretaria de Mulheres do partido.

A pauta foi justamente a organização da legenda para as eleições de 2022 e a priorização da candidatura de mulheres dentro do partido.

De acordo com Freire, as mulheres serão as maiores protagonistas nas eleições vindouras, para derrotar o Presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

“O Brasil vive hoje uma certa irrelevância no mundo. Precisamos começar a discutir o Brasil do futuro e a mulher tem esse olhar. São melhores gestoras, administram melhor os recursos e têm menos propensão à corrupção. São fundamentais para mudar esse cenário. Só temos a ganhar com vocês”, enfatizou.

Rafaela, que é a representante estadual do segmento de mulheres do partido, relatou sua felicidade com a reunião.

“Estamos muito felizes de participar de uma reunião tão produtiva, ao lado de grandes mulheres, com o companheiro e presidente nacional do Partido, Roberto Freire. O Cidadania tem mulheres muito aguerridas que certamente farão a diferença nas próximas eleições e aqui na Paraíba, nós estaremos pautando as candidaturas das mulheres como prioridade, para além da cota dos 30%. É com a nossa força que iremos derrotar esse projeto vigente de destruição nacional”, comemorou a pré-candidata a Deputada Federal.

Registro da Reunião. Foto: Cidadania.

Redação Gabinete Paraíba

Em Guarabira, Rafaela e Raniery se reúnem e discutem projetos para o povo paraibano

Nesta quinta-feira (17), a Secretária Executiva de Juventude do Governo da Paraíba, Rafaela Camaraense (Cidadania), teve uma importante reunião com o Deputado Estadual, Raniery Paulino (MDB).

Rafaela Camaraense e Raniery Paulino.
Foto: Ascom/Reprodução.

O encontro entre os dois se deu na cidade de Guarabira, no brejo paraibano. De acordo com a gestora, a pauta principal da reunião foram as políticas públicas para os jovens da “Rainha do Brejo”, bem como para toda a região.

Ainda com base no que postou a Secretária em suas redes sociais, o tema não foi só juventude, mas segundo Rafaela, outros assuntos também estiveram presentes na ocasião.

“Falamos sobre assuntos de interesse do povo paraibano e de planos futuros para o nosso estado”, declarou Camaraense.

Para os analistas da política, fica uma boa questão no ar: será que vem aí uma casadinha entre o brejo e o curimataú para as eleições de 2022? Quem sairá a Estadual e quem sairá a Federal? Só o tempo dirá.

Rafaela Camaraense foi candidata a Deputada Estadual nas últimas eleições, obtendo 16.408 votos e ocupa hoje a primeira suplência, ao passo que Raniery Paulino foi eleito Deputado, no último pleito. Ambos são base do Governador João Azevêdo (Cidadania) e não escondem que já se preparam para as próximas eleições.

Redação Gabinete Paraíba

Vereador Jônatas Fontelles solicita da Prefeitura de Frei Martinho local exclusivo para atendimento da Covid-19

A iniciativa do parlamentar se deu após o aumento dos casos de Covid-19 na cidade.

Vereador Jônatas Fontelles. Foto: Reprodução.

O vereador Jônatas Fontelles (PSB) do município de Frei Martinho solicitou nesta quinta-feira (29) por meio de ofício endereçado à Prefeitura Municipal, na pessoa do Prefeito Sebastião Pinto (Cidadania) um local exclusivo e separado para o atendimento e as práticas sanitárias referentes ao combate à Covid-19.

“Devido ao aumento significativo que os casos de covid vem tendo em nossa cidade , encaminhamos hoje um ofício ao executivo municipal solicitando que seja montando uma área separada das demais para atender as práticas de covid, como notificação, exames, consultas. Essa é uma forma de ajudar a tentarmos amenizar a multiplicação do vírus”, declarou o vereador.

Ofício encaminhado pelo Vereador.
Foto: Ascom/Divulgação.

Dados da Covid-19 em Frei Martinho

De acordo com os dados oficiais divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, o município de Frei Martinho conta desde o início da pandemia com 112 casos de pessoas infectadas e apenas 01 óbito.

Redação Gabinete Paraíba

[ELEIÇÕES 2022] Secretário da Juventude do PT quer união de João Azevêdo, Lula e MDB na Paraíba

Jovem aposta em grande unidade do campo progressista na Paraíba para barrar os Cunha Lima e o Bolsonarismo.

Pedro Matias ao lado de José Dirceu.
Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução.

O jovem Pedro Matias, Secretário Geral da Juventude do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras na Paraíba (JPT-PB) divulgou em seu Twitter, que deseja ver a união entre o Governador João Azevêdo (Cidadania), o ex-Presidente Lula (PT) e o MDB, do Senador e ex-Prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo.

Na postagem, o líder da Juventude Petista argumenta que existe uma polarização certa para as eleições de 2022, protagonizadas por João Azevêdo e os Cunha Lima.

“Os palanques para 2022 na PB já estão sendo montados. De um lado estão os bolsonaristas agrupados no entorno de Romero e Bruno Cunha Lima, no outro está o Governador João Azevêdo que esteve ao lado de Lula e Haddad em 2018. Para a disputa de 2022, entendo que caberá ao PT da PB, construir as relações políticas e a tática eleitoral necessária para garantir um amplo palanque que dê sustentação à candidatura de Lula aqui na PB” – declarou.

A solução dada pelo dirigente da JPT é que haja uma grande aliança entre o campo progressista da Paraíba, com os nomes de João Azevêdo, Veneziano e até Luciano Cartaxo, contra o grupo Cunha Lima.

“No meu ver, essa aliança deve envolver o campo progressista, o ex-Prefeito Cartaxo, o MDB e o Governador João Azevêdo. Todos juntos em um palanque de reconstrução nacional e contra o atraso representado pela oligarquia Cunha Lima no Estado da PB” – finalizou.

O Governador João Azevêdo já declarou nos últimos dias que há uma possibilidade de construção em torno do nome de Lula, assim como de outros possíveis candidatos a Presidente. O Senador Veneziano Vital do Rêgo, ainda não se declarou, mas ao longo de sua trajetória política já tem uma grande amizade com o líder petista, que quando Presidente da República, o apoiou significativamente, enquanto esse era Prefeito da Rainha da Borborema. Falta agora saber se esse namoro vai realmente acontecer. Pelo menos o interesse de uma das partes, em torno da aliança, já está ficando bastante visível.

Redação Gabinete Paraíba

[ELEIÇÕES 2022] Governador destaca nomes de Ciro Gomes e Lula, dentre possíveis candidatos para as eleições presidenciais

Governador disse que os nomes pré-candidatos a Presidente precisam construir base de apoio, coligações, para as eleições de 22.

Governador João Azevêdo. Foto: Reprodução.

O assunto das eleições de 2022 já está começando a entrar em pauta entre os políticos Brasil afora. O Governador do Estado da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), comentou, com relação às eleições presidenciais de 2022, que os pré-candidatos que estão se colocando para a disputa eleitoral, precisam fazer alianças e coligações fortes. Segundo o gestor, é preciso construir. Nenhum político pode disputar um cargo executivo sem apoios.

Dentre os nomes que o Governador da Paraíba elencou como possíveis candidatos para o próximo pleito eleitoral, estão os do ex-ministro da Fazenda e da Integração Nacional, Ciro Gomes (PDT) e o do ex-Presidente Lula (PT). Além destes, Azevêdo também mencionou os nomes de Eduardo Leite e João Dória, ambos do PSDB e também sobre o nome que tem sido veiculado dentro de seu partido, o do apresentador de TV, Luciano Huck.

Ciro e Lula. Foto: Reprodução.

Sobre Huck, que tem o aval do Presidente Nacional do Cidadania, Roberto Freire, João disse que é um nome que foge aos extremos da polarização política nacional, entre a Esquerda e a Direita. De acordo com o chefe do executivo estadual, Luciano tem um nome novo, ainda não testado nas urnas e que precisa ser construído, assim como os demais candidatos, que disputarão as eleições contra o atual Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido).

Luciano Huck. Foto: Reprodução.

Nas eleições de 2018, o Governador, na época candidato pela primeira vez, esteve na base de apoio do candidato Fernando Haddad (PT), que foi derrotado por Bolsonaro no 2° turno, mas também demonstrou simpatia à candidatura do pedetista, Ciro Gomes.

Redação Gabinete Paraíba

[MATCH CERTO] Prefeito Charles Camaraense comemora parceria com seu Vice, Renan Furtado

Prefeito postou em seu Instagram a mensagem de agradecimento e comemoração pela parceria com seu Vice.

Charles e Renan. Foto:
Charles Camaraense/Reprodução.

Na manhã desta terça-feira (06) de abril, uma mensagem no Instagram que anima qualquer munícipe: ver o seu Prefeito alegrar-se pela parceria política e pela amizade com o seu Vice.

Nos últimos tempos e mais precisamente após 2016, com as movimentações políticas envolvendo o ex-Presidente da República, Michel Temer (MDB) – anteriormente Vice – e a ex-Presidenta Dilma (PT), as pessoas ficaram com uma pulga atrás da orelha, com relação ao papel do vice, até em eleições para o Grêmio Estudantil ou para Síndico de Condomínio.

Mas no Curimataú Paraibano e mais precisamente na Serra do Cuité, essa maldição parece estar bem longe de acontecer e é o que demonstra o próprio Prefeito do Município, Charles Camaraense (Cidadania) ao comemorar a adesão de seu atual Vice, Renan Furtado (Cidadania) – à época, Presidente da Câmara Municipal – exatamente um ano atrás, ao seu projeto.

“Há exatamente 1 ano o amigo e hoje vice-prefeito Renan Furtado, na época presidente da Câmara Municipal de Cuité, era apresentado como adesão para o nosso projeto e meu futuro companheiro de chapa. A parceria deu certo demais e hoje, graças a Deus e ao povo de Cuité, estou prefeito reeleito e ele vice eleito” – comemorou Charles.

Para quem não sabe, o ex-Vereador e hoje Vice-Prefeito de Cuité, Renan Furtado, era aliado do casal Bado e Euda Venâncio (MDB), ambos correligionários do Deputado Estadual Buba Germano (PSB), adversário político declarado dos Camaraense.

A adesão de Furtado, um jovem jurista respeitado e com família tradicional na política cuiteense, foi uma surpresa para toda a região do Curimataú e Seridó do estado. Não só pelo alinhamento político com os bubistas, mas pela própria postura divergente do Prefeito Charles, enquanto ocupava o assento de vereador na “Casa de Manoel Felipe dos Santos”.

Contudo, com as eleições municipais de 2020 e a vinda do ex-Vereador para o Cidadania, partido do próprio Prefeito, essa relação mostrou-se bastante promissora, conforme declara o próprio Charles, que elogia o trabalho do seu companheiro de chapa, mesmo enquanto vereador e mostra que Renan veio para ser um Vice verdadeiramente produtivo, não um mero figurante ou conspirador, como era o costume, na terra dos antigos índios Cuités.

“Estamos apenas no início dessa gestão compartilhada, mas mesmo antes de assumir o cargo, e até antes de ser nosso aliado político, Renan já buscava recursos e melhorias para nosso município. Hoje, ao meu lado nessa missão, mesmo acometido pela Covid-19 há pouco tempo, o Caba Forte já nos auxilia na gestão e põe um fim ao ciclo de passagem de vice-prefeitos que não cumpriam absolutamente nenhum papel” – afirma o gestor.

Se o Prefeito está tão feliz e animado com essa união política, imagine seu povo, que agora alegra-se por ter uma gestão que promete ser duradoura e que está pautada na unidade e no trabalho que avança, em prol do município.

Bom, para aqueles que não acreditavam ou que torciam pelo insucesso do namoro, este é o exemplo de um verdadeiro Match e um Match político que deu certo, daqueles que dão gosto a toda família.

Redação Gabinete Paraíba

Executiva Nacional do Cidadania divulga nota contra impeachment de Ministro do STF

A nota diz que o partido não pode ser aliado objetivo do reacionarismo

Jorge Kajuru (Cidadania) e Alexandre de Moraes. Foto: Reprodução.

Nesta quinta-feira (18), Roberto Freire e a Direção Executiva Nacional do Cidadania manifestaram-se através de uma nota, na qual desaprova pedido inédito de impeachment contra o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

O documento foi publicado após o Senador Jorge Kajuru (Cidadania) junto ao jornalista Caio Copolla terem movido, na última segunda (15) um abaixo-assinado com 2,5 milhões de assinaturas, pedindo o impeachment do Ministro do Supremo.

Na segunda, Kajuru concedeu entrevista ao programa Direto ao Ponto, da Jovem Pan, onde contou sobre o processo movido contra Moraes.

“Eu entrei com o pedido sozinho e tive a sorte de 15 dias atrás ser procurado pelo Caio e ele me ascendeu, disse ‘Vamos botar fogo no Brasil’ e disse que meu pedido era muito bem embasado e me falou sobre o abaixo-assinado. Começamos hoje e já temos quase 2 milhões de assinaturas”, contou.

O Senador também contou a sua motivação em ter movido tal processo, que segundo ele, foram os erros sucessivos do Ministro.

“Desde o momento dele como secretário de segurança pública em São Paulo já era motivo de CPI. Depois ele virou ministro da justiça do Michel Temer, ali o governo Temer era um caldeirão de corrupção. De repente esse homem chega ao STF e foi cometendo erro um atrás do outro, especialmente o da arrogância que é um preço lamentável. Arrogância para mim é o maior defeito de uma pessoa. A pessoa não pode achar que é mais importante que o cargo. Os erros dele foram claros, factuais e foi fácil fazer o embasamento juridicamente para pedir o impeachment dele. A população brasileira pode provocar o primeiro impeachment da história do Brasil [no STF]”, declarou.

A atitude do parlamentar não foi vista com bons olhos pela executiva nacional de seu partido.

De acordo com o posicionamento do Partido, “atacar o STF é se alinhar às forças reacionárias e obscurantistas que atentam contra as instituições republicanas e contra a própria democracia”, o que não condiz com a atuação do Cidadania, diz a nota.

Veja a Nota do Cidadania na Íntegra

O Cidadania é um partido plural.

Esta diversidade estrutural se apoia em princípios democráticos consistentes e no respeito às consciências individuais, que têm o direito de se expressar com liberdade, no limite da lei.

Defender o direito de alguém propor algo, porém, não significa concordar com o que é proposto.

Por isso, a Executiva Nacional do Cidadania informa que desautoriza, neste momento, qualquer ação em nome do partido que proponha o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda mais do ministro Alexandre de Moraes, que atua de forma firme contra os extremistas produtores e divulgadores de fake news para destruir reputações de pessoas e instituições.

A mobilização pelo impedimento do ministro Alexandre de Moraes, portanto, não é uma ação partidária. Não condiz com a atuação política do Cidadania na atual conjuntura, em que crises superpostas se somam à ineficiência e à falta de empatia do governo Bolsonaro para desestabilizar o país.

Na avaliação desta Executiva Nacional, atacar o STF é se alinhar às forças reacionárias e obscurantistas que atentam contra as instituições republicanas e contra a própria democracia.

Roberto Freire,
Executiva Nacional do Cidadania

Redação Gabinete Paraíba