Com trabalho intenso, Professor de Paulista coloca a cidade no 2° lugar na prova de redação do Enem

O jovem Arlindo Alves de Farias, que é fruto da escola pública, estudante de Direito da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e professor de redação, na cidade de Paulista, no sertão da Paraíba, vem se destacando com um legado positivo e visionário para a educação da cidade, construindo uma trajetória de transformação de vidas, por meio da educação.

Arlindo Farias. Foto: Arquivo Particular.

Arlindo destaca a felicidade em lecionar redação na sua cidade:

“Lecionar redação é honrar minhas origens. Isso porque, na minha cidade, não havia um curso preparatório e os estudantes tinham muita dificuldade. Eu mesmo passei por grandes desafios e aprendi muita coisa sozinho. Devolver às pessoas de Paulista o sonho de ser aprovado numa universidade pública ou privada com bolso se tornou minha missão de vida”, pontuou.

Os resultados de 2021 confirmam a relevância do trabalho que vem sendo empreendido: O Curso do Professor Arlindo teve alunos com redações de nota 980, ,900, 880, 860 e 800, sendo essa última a nota mínima.

O jovem professor manifestou o orgulho que tem sentido por estar ajudando os jovens de seu município a terem mais oportunidades na vida.

“Eu me orgulho muito de ver meus alunos alcançando posições de destaque. São esses jovens que vão mudar o nosso país e transformar o nosso futuro. Eu acredito neles. É por isso que abraço essa causa de maneira tão forte e verdadeira”.

O Curso de Redação, que já teve início para 2022, ocorre aos sábados na cidade de Paulista e ajuda estudantes de todas as idades e anos de escolaridade, abrindo vagas para estudantes de outras cidades circunvizinhas. Para mais informações, basta ligar para o telefone: (83) 99637-8288 ou pelo Instagram: @redacaocomarlindo.

Redação Gabinete Paraíba

CAMPINA GRANDE: PROFESSORES PROTESTAM NA ABERTURA DO ANO LETIVO EM DEFESA DO PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO

Os servidores do magistério de Campina Grande realizaram na tarde desta quarta-feira, dia 02, protesto pacífico durante a abertura do X Seminário Municipal de Educação, contrários à proposta da prefeitura em não conceder o reajuste integral do piso em 33,24%. Na ocasião, a gestão propôs pagar o reajuste de forma rateada, sendo 16,62% no vencimento e a outra metade do percentual, em forma de abono.

Reunidos em frente ao Teatro Municipal, a categoria reinvindicou que a gestão cumpra a Lei do Piso nº 11.738/2008 e, em seguida, entraram pacificamente no auditório principal do Teatro, onde, em maioria, manifestaram seu descontentamento com as negociações abertas com a gestão.

Mais cedo, durante o período da manhã, a diretoria do Sintab esteve reunida com o Secretário de Educação Raymundo Asfora para ouvir uma nova proposta da gestão que será apresentada e deliberada pela categoria em Assembleia Virtual Extraordinária que acontece amanhã, nesta quinta-feira, dia 03, a partir das 14 horas, por meio do app Zoom.

Conheça Arlindo Farias, jovem que tem revolucionado a educação no Sertão da Paraíba

Um jovem da cidade de Paulista, Arlindo Alves de Farias, tem sido destaque na região do Sertão pela sua luta em prol da educação. Arlindo é filho adotivo do caminhoneiro Evilazio Alves de Sousa e da doméstica Marinez Rita da Silva. Do Sítio Queimado ao Curso de Direito da Universidade Federal de Campina Grande. Esta é a trajetória do jovem que decidiu iniciar um cursinho, como professor de redação, que tem transformado a vida de muitos estudantes há 05 anos.

O jovem, que sempre foi aluno de escola pública, conseguiu ser aprovado em 25 universidades, e hoje é estudante do 8º período do curso de Direito com apenas 21 anos. Arlindo destaca que sempre teve interesse em cursar Direito, pois foi criado em uma Zona Rural, onde via direitos da população serem negados.

“Eu morei na Zona Rural 16 anos. Sempre travei uma luta muito grande para ter acesso à educação. Na minha casa humilde, no sítio Queimado, não havia nem água encanada. Era uma realidade árdua, mas aquilo criou em mim um sentimento de defesa pelo coletivo. Eu queria voltar ali um dia e poder lutar para mudar aquela realidade. Eu e minha mãe cuidávamos do meu pai que tinha câncer de próstata. Todos os dias acordávamos de madrugada para encher os baldes. Era desafiador. Podia faltar tudo, mas não faltava amor e coragem de vencer”, pontua Arlindo.

Arlindo no Sítio onde viveu.
Foto: Arquivo Pessoal.

Mesmo em face dessa realidade, Arlindo lutou e conseguiu ser aprovado em diversas universidades federais do país e escolheu o Centro de Ciências Jurídicas e Sociais para cursar a universidade dos sonhos. No meio dessa trajetória, o jovem montou um cursinho de redação que visa preparar estudantes para o Enem.

“Eu fui aprovado em janeiro de 2018, no Enem, para cursar Direito. Logo após concluir o ensino médio. Mas, para mim, a minha aprovação não bastava, pois eu desejava ajudar outras pessoas na área que elas tinham mais dificuldade: redação. Por ter conseguido uma nota boa na redação do Enem 2017 – 940 pontos – decidi preparar jovens e repassar a eles tudo que aprendi. A partir disso, Paulista foi destaque estadualmente e nacionalmente na área de redação. Isso me faz ver que nada foi fácil, mas tudo valeu a pena”, destaca o jovem.

Arlindo representa a força de uma geração jovem determinada a mudar a realidade em que vive e que não mede esforços para buscar a renovação das atitudes em prol do bem de todos. O jovem pontua que seguirá com esse objetivo de transformar vidas na carreira jurídica:

“Ser inconformado com desigualdades sempre foi uma bandeira minha. Acredito que podemos ir além e que devemos lutar por mais oportunidades, defendendo a educação e a relevância que a mesma possui para um povo. No direito, já estou contornando esse olhar de defesa pelo bem público e seguirei uma carreira que busque ajudar mais vidas e cooperar para a construção de justiça, principalmente, social”, finaliza o estudante.

Redação Gabinete Paraíba

A RESISTÊNCIA ABRE CAMINHOS NA LUTA CONTRA A PEC DO CALOTE NO PRECATÓRIO DO FUNDEF

Ação da Frente Norte-Nordeste na Câmara Federal arranca encontro com o relator da PEC 23, governo federal e deputados federais na próxima terça-feira (26/10) sob a liderança do professor Anízio Melo, coordenador-geral da Frente Norte-Nordeste, e de Giovanni Freire, presidente do Sintab.

Foram três dias de sol, chuva, manifestações e muita espera, que é a característica da luta pelos precatórios do Fundef onde era impossível, pois no início não havia nenhum centavo para educação e seus profissionais.

Foi a luta da Frente Norte-Nordeste que evitou o desvio, o roubo e a desvinculação dos recursos dos precatórios do Fundef. Nas ruas e na justiça conquistamos a obrigação dos governos vincularem cerca de 90 bilhões para a educação. Nossa luta permanece para que as duas sub-vinculações, 40% para a manutenção e desenvolvimento do ensino e 60% para magistério, sejam respeitadas.

Os três dias de luta (19, 20 e 21/10) dentro e fora da Câmara Federal, com apoio dos deputados Idilvan Alencar (CE), Perpétua Almeida (AC), Guimarães (CE), Enio Verri (PR), Daniel Almeida (BA), Orlando Silva (SP) e outros, nos trouxeram a certeza da necessidade de acreditar e lutar até o final.

Na seção da comissão especial dos precatórios resistimos, manifestamos, fomos ameaçados, continuamos a luta e arrancamos um espaço de negociação direta com o relator Hugo Mota (PB) e o governo federal com participação do deputado Bira do Pindaré (MA) e outros parlamentares federais.

O professor Anízio Melo ainda abordou e dialogou com o presidente da Câmara Federal, Artur Lira (AL), cobrando respeito ao direito da educação e seus profissionais receberem os precatórios do Fundef.

Não aceitamos que nenhum centavo da educação seja desviado ou desvinculado.

Precatórios do Fundef, calote não!

Carlos Monteiro participa de debate com estudantes de escola estadual de Patos

O advogado e procurador de estado, Carlos Monteiro (REDE), participa nessa terça-feira (28), às 07 horas e 50 minutos, de um debate com estudantes e professores da Escola Cidadã Integral Técnica Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque, no município de Patos.

Card de divulgação. Foto: Reprodução.

O evento será realizado por meio do Google Meet e terá como tema, “Os desafios no meio acadêmico”.

Monteiro, que é graduado em ciências jurídicas e sociais, além de ter especialização em direito público, falou de sua satisfação em participar do diálogo e poder compartilhar suas experiências com os jovens da rede estadual de ensino.

“Uma das maiores alegrias que tenho é buscar compartilhar com a juventude projetos de vida; trocarmos experiências de uma maneira horizontal. A educação como caminho para o desenvolvimento sustentável e a transformação social”, declarou o Procurador.

Além da prodigiosa carreira jurídica, que já lhe rendeu inclusive uma Menção Honrosa na categoria Advocacia pelo Instituto Innovare em 2009, Carlos Monteiro teve uma importante atuação nos movimentos sociais, a exemplo do movimento estudantil secundaristas, pelo qual foi Presidente do Grêmio Técnico Estudantil da Escola Técnica Federal da Paraíba e Presidente da Casa do Estudante da Paraíba.

Redação Gabinete Paraíba

CAMPINA GRANDE: PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DECIDEM EM ASSEMBLEIA PERMANECER EM ATIVIDADE REMOTA

Os professores do município decidiram em Assembleia permanecer em atividade remota após o anúncio da prefeitura de Campina Grande sobre o retorno às aulas presenciais nas creches e escolas da rede municipal na próxima segunda, dia 20. A decisão é resultado da fiscalização do Sintab, onde se constatou um agravamento das condições estruturais e de trabalho das unidades escolares, em estado de abandono, após 1 ano e meio de pandemia e nenhuma das reformas prometidas pela gestão municipal terem sido realizadas. O ofício informando sobre a decisão da categoria em permanecer em atividade remota já foi protocolado e enviado à SEDUC e a PMCG.

A denúncia repercutiu fortemente entre os professores e servidores do apoio, que rechaçaram a tentativa da Secretária de Educação (SEDUC) em impor um retorno presencial sem considerar os riscos sanitário às vidas das pessoas. Na maioria das escolas, o Sintab encontrou salas de aula sem ventilação, banheiros que não funcionam, pias quebradas, além da falta de equipamentos de proteção individual (EPI), em desacordo com o Protocolo para o Retorno das Aulas Presenciais elaborada pela própria SEDUC.

Para o presidente do Sintab Giovanni Freire, a situação é tão grave que tem escolas que precisam ser demolidas e construídas novamente. “O mais grave é que as escolas não passaram por nenhuma intervenção estruturante. Somente coisas pequenas, como marcação no chão. Por isso tomamos a decisão de fazer as visitas e elaborar um relatório técnico para ser apresentado ao Ministério Público, Conselho Municipal de Educação e a SEDUC”, explicou.

Até o momento foram visitadas 22% das escolas e creches da rede municipal. De acordo com Mônica Santos, vice-presidente do Sintab, “estamos preparando um formulário minucioso. Temos fotos de todas as instituições que estamos visitando. A maioria das escolas não comporta sequer o número de alunos de 50% com distanciamento previsto de 1,5m, sem ventilação e basculantes que não abrem. Tem escolas que a sala de aula é um forno”, criticou.

Franklyn Barbosa, diretor do Sintab, lembrou que durante todo esse período da pandemia a prefeitura não capacitou os professores para o modelo remoto, não forneceu celular, computador e nem internet para os mesmos ministrarem as aulas remotas. “A prefeitura economizou durante toda a pandemia. Para onde foi esse dinheiro? O que a prefeitura está fazendo com esse dinheiro? As imagens são muito fortes e chocantes. Se você não se indignar com isso, vai se indignar com o que?”.

Já Napoleão Maracajá, diretor de comunicação, destacou a falta de sensibilidade da gestão com os trabalhadores da educação e alertou: “Ao colocar alunos e trabalhadores num ambiente de risco, a SEDUC se torna responsável pelo que acontecer com eles”. Napoleão também se referiu à injustiça cometida com os servidores do Apoio: “estamos defendendo que as aulas continuem remotas por razões óbvias, mas os servidores do apoio estão sendo obrigados a irem para as escolas”, disse na ocasião.

É importante ressaltar que a decisão desta Assembleia é válida somente para a categoria do magistério. Os servidores do Apoio da Educação, por força de decisão judicial, retornaram ao trabalho nas escolas. Porém, ficou decidido que este retorno acontecerá somente após a conclusão do ciclo de imunização vacinal e a disponibilização dos EPIs no ambiente de trabalho, como preconizado no Protocolo de Retorno, em Requerimento Administrativo disponível para imprimir no site do Sintab. Para mais informações, entre em contato pelo fone (83) 9-9663-1398 ou através das redes sociais do Sintab no Facebook e Instagram.

Juventude do PT promove cursinho para o Enem e convida jovens da Paraíba

A Juventude do Partido dos Trabalhadores da Paraíba está promovendo no ano de 2021 um cursinho gratuito preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Card de divulgação. Foto: JPT/Divulgação.

A iniciativa é uma parceria entre a JPT de Cáceres-MT e a JPT-PB e contempla todos os componentes curriculares. O curso é ministrado por jovens professores filiados ou parceiros do partido e aberto aos jovens entre 15 e 29 anos que desejem preparar-se para as provas.

O professor Alexandre Veiga, biólogo e um dos organizadores do cursinho ressaltou a importância da iniciativa para ajudar a juventude que muitas vezes não tem oportunidade de pagar um curso preparatório em instituições privadas.

“Queremos convidar os jovens da Paraíba a participarem de nosso curso para o Enem. Nós sabemos a dificuldade que muitas vezes a juventude enfrenta, para ter acesso à uma educação de qualidade. Por isto a juventude petista tá disponibilizando voluntariamente seus quadros para mais esta iniciativa social. A educação é a arma mais poderosa para transformar o mundo, já dizia o professor Paulo Freire. Nós acreditamos nisto e diferente do que disse o ministro da Educação, lutamos para que toda a juventude tenha sim, acesso ao ensino superior”, destacou o docente.

O cursinho teve início com uma aula inaugural no último dia 03 de agosto e terá duração de três meses. Segundo a organização, ainda restam 100 vagas para a Paraíba.

Para ter acesso à inscrição, basta acessar o seguinte link: https://forms.gle/ASb4MsUYkBzVZdK6A ou ligar para o telefone: (65) 9969-7447.

Redação Gabinete Paraíba

Secretaria de Juventude promove debate com Sexólogo André Memória nesta sexta-feira

A Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer do Governo da Paraíba, promove nesta sexta-feira (13), em parceria com o Espaço Prota, da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, uma live sobre “Saúde e Diversidade Sexual da Juventude”.

Para o debate, foram convidados o Psicólogo e Sexólogo André Memória e a nutricionista Letícia Gabrielli. A mediação ficará a cargo do professor e historiador Luiz Gervazio.

A transmissão do debate será realizada pelo canal no YouTube do Espaço Prota, a partir das 16h.

A Gerente da Secretaria Executiva de Juventude, Denise Miranda, ressaltou a importância do debate para as juventudes.

“Dialogar sobre direitos sexuais e sobre a diversidade no contexto das Juventudes é antes de mais nada compreender suas especificidades, seus desafios. Debater sem medo e sem tabus historicamente repressores é ferramenta fundamental na construção do entendimento do ser e de uma vida adulta saudável, livre de preconceito e responsável consigo e com o mundo ao seu redor. Nós enquanto secretaria de Estado da Juventude, temos essa responsabilidade. Criar canais de diálogo, para que a juventude tenha conteúdo responsável e produza seus próprio entendimento de mundo”, destacou.

Gerente de Juventude Denise Miranda.
Foto: Hiago Santos/Reprodução.

Já a Coordenadora do Espaço Prota, Dennisy Silva, falou a respeito da importância dessa parceria e dos temas que o canal promove diariamente.

“A parceria com a Secretaria de Juventude nos deixa muito felizes, pois ela atende diretamente um público que está no nosso cotidiano de trabalho. Com o Espaço Prota, temos tido a oportunidade de levar atividades variadas voltadas para a juventude em todo o estado, estimulando o protagonismo e a educação cidadã, com profissionais qualificados entre professores, intérpretes de Libras, além de nossa equipe de mídia. Na programação do Agosto das Juventudes, estamos com uma série de ações entre lives, debates, gincanas virtuais e por aí vai. Pra acompanhar, basta seguir o nosso canal no YouTube”, enfatizou.

Dennisy Silva, Coordenadora do Espaço Prota.
Foto: Reprodução.

As lives são temáticas, realizadas por profissionais específicos de cada área e têm por finalidade debater temas importantes da atualidade para ajudar o presente e o futuro dos jovens paraibanos. Na última semana, foi realizada uma live sobre Saúde Mental para a Juventude, devido ao alto índice de jovens que apresentaram dificuldades relacionadas à temática na Pandemia. Nas próximas sexta-feiras de agosto (20 e 27), haverão lives sobre “Projeto de vida e educação profissional” e “Crescimento digital a juventude”.

Mais informações podem ser obtidas através das redes sociais da Secretaria de Juventude @sejelgovpb ou do Espaço Prota @espacoprotapb.

Redação Gabinete Paraíba

Articulação de Juventude Camponesa beneficia jovens de vários municípios da PB com aulas pré-ENEM

A Articulação de Juventude Camponesa (AJC) está com incrições abertas até o dia 30 de junho, para o cursinho beneficente pré-ENEM.

Divulgação. Foto: AJC/Reprodução.

O movimento já inscreveu mais de 70 jovens de vários municípios e assentamentos, como: Alhandra, Alagoa Nova, Conde, Caaporã, Cruz do Espírito Santo, Curral de Cima, Jacaraú, Riachão do Poço, Rio Tinto, Marcação, Bahia da Traição, Pedras de Fogo, Sapé, Sobrado, São Miguel de Taipu, Mogeiro, Caldas Brandão, Santa Rita e Mamanguape.

Participam do projeto popular, cerca de 20 professores voluntários, de diversas regiões da Paraíba.

As inscrições para o cursinho são gratuitas e estão disponíveis através do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfANIpxu46hxJXtBChq0SoaTBvUjawNVRkJ-F4oD9QqNLhdsg/viewform.

Um dos professores e ex-Coordenador de Juventude do município de Conde, Alex Santos, enfatizou o objetivo do projeto e fez um convite aos jovens do campo.

“O projeto do curso pré-vestibular é extremamente importante para a juventude do campo. As inscrições estão a todo o vapor! Queremos ver nossa juventude camponesa ocupando cada vez mais vagas nas Universidades. Além da juventude do campo, temos jovens de vários povos de comunidades tradicionais, como os quilombolas, indígenas e assentados. Convidamos aos que ainda não se inscreveram, para que venham estudar conosco. Já dizia Paulo Freire, ‘É impossível existir sem sonhos’. Venha sonhar com a gente!”, destacou o educador.

Educador Popular, Alex Santos.
Foto: Reprodução.

SOBRE A AJC

AJC. Foto: Reprodução.

A Articulação da Juventude Camponesa é um movimento de jovens rurais que atua em prol das políticas públicas para juventude na zona da mata paraibana, com foco para o Vale do Mamanguape, Litoral Norte e Sul, a Várzea e o Agreste da Paraíba.

Redação Gabinete Paraíba

[EDUCAÇÃO] Veneziano lamenta cortes de verbas para universidades federais e apela a reitor da UFCG para também se alinhar a esta preocupação

O Vice-Presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) se pronunciou nesta semana em relação aos constantes cortes de verbas do Governo Federal que prejudicam as instituições de ensino superior no Brasil. Segundo ele, os cortes já atingiram a marca de R$ 1 bilhão e vem ocorrendo desde os anos de 2019 e 2020, mas se ampliaram agora, com a previsão orçamentária de 2021.

Neste sentido, o senador reforça seu compromisso nas lutas empreendidas em defesa do ensino público como um todo e lastima que essa bandeira de corte de verbas continue pelo Governo Federal, o que vem ocorrendo desde o início da atual gestão. “Essa politica de desconstrução do ensino público teve início na gestão do ex-ministro da Educação, o colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, passando por Abraham Weintraub, Carlos Alberto Decotelli e permanece com o atual ministro, Milton Ribeiro, que se dispõe a fazer esses cortes, ideologizando o tema da formação superior”, disse.

Veneziano defendeu que haja uma união de esforços em favor do ensino superior de qualidade, com recursos suficientes para a manutenção dos três eixos basilares (ensino, pesquisa e extensão). Ele defende que providências sejam tomadas pelo Governo Federal para diminuir impactos sofridos pelas universidades, citando o exemplo da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG.

Ele faz um apelo para que o reitor da instituição, Antônio Fernandes, também se alinhe a estas preocupações. É que, de acordo com o senador, muitas vezes o que se percebe é o seu alinhamento ao pensamento do Governo Federal. Na Paraíba, reforça Veneziano, a UFCG terá um corte orçamentário de R$ 18 milhões, ou 20,3% no orçamento planejado para o ano.

Em entrevista recente, o reitor da UFCG preferiu omitir a responsabilidade do governo federal pelos cortes, conforme reportagens publicadas na Paraíba, veja no link.

Redação Gabinete Paraíba com ASCOM / Senador Veneziano Vital