Futebol Feminino do Treze ganha novo uniforme

O Treze Futebol Clube lançou neste sábado (09), seu novo uniforme para o time feminino. O novo padrão será o principal do Galo para os jogos que a equipe disputar. A informação foi dada pelo Diretor do Futebol Feminino do clube, Jorge Cláudio.

Redação Gabinete Paraíba

‘Não tenho dúvidas que Ednaldo Rodrigues vai reoxigenar o futebol brasileiro’, diz Ruan Martins

O Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) escolheu nesta quarta-feira (25), Ednaldo Rodrigues para substituir Antônio Carlos Nunes, o Coronel Nunes, no comando da entidade.

Ednaldo Rodrigues foi presidente da Federação Baiana de Futebol por quase duas décadas e é o atual vice da confederação brasileira.

A reunião contou com os oito integrantes do conselho, formado apenas pelos vices. Agora, os vices vão se encontrar com os presidentes das federações estaduais, que estão reunidos num hotel do Rio de Janeiro.

De acordo com Ruan Martins, o futebol brasileiro passa por um momento de travessia, de revisão de conceitos e de aproximação com o cidadão desportista.

“Eu não tenho dúvidas que Ednaldo Rodrigues, com toda a sua experiência, vai reoxigenar o futebol brasileiro nesse novo normal, no pós-pandemia”, concluiu.

Ednaldo e Ruan. Foto: Reprodução.

A decisão de nomear Rodrigues como novo mandatário da instituição acontece um dia após a Comissão de Ética da CBF recomendar a suspensão por 15 meses do atual presidente afastado da entidade, o Rogério Caboclo.

Redação Gabinete Paraíba

[DE VOLTA?] CR7 estampa capas de jornais com desejo de voltar ao Real Madrid

“Marca” e “As” repercutem informação de que empresário do atacante da Juventus teria iniciado conversas com ex-clube para tratar do retorno. Saída do time italiano não é difícil

CR7 com a “orelhuda” na mão. Foto: Reprodução.

A queda precoce da Juventus na Liga dos Campeões foi o suficiente para alimentar um assunto que esteve adormecido por quase três anos na Espanha: a volta de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid. Os dois principais jornais esportivos da capital estampam o atacante português em suas capas e repercutem tal possibilidade, que seria movida pelo desejo do próprio jogador, que tem 36 anos.

Na última quinta, o jornalista Josep Pedrerol, do programa de TV “Chiringuito de Jugones”, declarou que o empresário de Cristiano, Jorge Mendes, tem mantido conversas com a diretoria merengue. Na sexta, “Marca” e “As” reforçam tal informação.

Diário diz que “Cristiano quer voltar” ao Real Madrid — Foto: Reprodução/As

Os dois diários reiteram que houve apenas contatos informais. Jorge Mendes conversa esporadicamente com membros da diretoria do Real Madrid para outros negócios e, ultimamente, começou a mencionar o nome de Cristiano. O camisa 7 da Juventus estaria disposto a regressar.

O assunto também foi pauta na entrevista coletiva do técnico Zinedine Zidane. Questionado, o francês não hesitou em elogiar seu ex-comandado. Mas manteve a cautela.

“Vocês sabem o que ele é, o que fez e o carinho que todos temos com ele. Aqui fez histórica, é magnífico. Agora é jogador da Juve e não posso dizer nada do que estão dizendo. É jogador da Juve, tenho que respeitar essas coisas”

Zidane, técnico do RealMadrid

Marca estampa Cristiano Ronaldo na capa: “CR7 se deixa querer”, sobre um possível retorno ao Real Madrid — Foto: Reprodução/Marca

Deixar a Juventus é algo visto com bons olhos por Cristiano Ronaldo e pelo clube. Em sua terceira temporada na equipe, o português viu seu time eliminado duas vezes nas oitavas e outra nas quartas da Champions. Sua média de gols no torneio caiu de 1,03 por jogo para 0,6. E a Juve, pela primeira vez em nove anos, não deve ganhar o Italiano.

A Velha Senhora vive grave crise financeira. Teve prejuízo de 113,7 milhões de euros (R$ 760 milhões) só na primeira metade da temporada. O português é um peso na folha salarial. Recebe 31 milhões de euros (R$ 214 milhões) por ano.

Cristiano Ronaldo deixou o Real Madrid após a Copa do Mundo de 2018. A Juventus pagou 117 milhões de euros na época para contar com o português. Ele assinou até junho de 2022 com o time italiano que, para se livrar do alto salário, pode negociá-lo por um valor bem abaixo do desembolsado.

Na Juve, o camisa 7 tem 92 gols em 121 jogos e quatro títulos. Nos nove anos que ficou no Real Madrid, Cristiano Ronaldo conquistou 15 títulos, dentre eles quatro edições da Champions, e marcou 450 gols em 438 jogos. É o maior artilheiro da história do clube espanhol.

Fonte: Globo Esporte

[Modo Alemanha] Bahia aplica goleada na Raposa pela Copa do Brasil

Time do Bahia comemora gol contra o Campinense — Foto: Rafael Machado / Divulgação / EC Bahia

O que parecia ser uma noite de sustos, terminou bem tranquila para o Bahia. Na terça-feira (9), o Esquadrão até saiu atrás no placar, mas bateu o Campinense por 7×1, no estádio Amigão, em Campina Grande, e se garantiu na segunda fase da Copa do Brasil.

Publicação do Campinense antes da partida desta terça-feira (09). Foto: reprodução.

O time paraibano abriu o placar com Cadu, mas Rossi, três vezes, Juninho Capixaba, duas, Gilberto e o zagueiro Júnior Gaúcho, contra, anotaram os gols da virada e triunfo tricolor.

Além da vaga, o Bahia embolsou ainda uma cota de R$ 1,35 milhão pela classificação. Na próxima fase, o time baiano vai enfrentar o vencedor de Jaraguá-GO e Manaus, que se enfrentam na quinta-feira (18).

O DESTAQUE DE ROSSI

Apostando na qualidade técnica, Dado montou o Bahia com apenas um volante. Patrick teve as companhias de Daniel e Rodriguinho no meio-campo. Pouco ameaçado, o Bahia controlava bem o jogo, mas pecava no último terço do campo. Aí veio o susto. Aos 17 minutos, a defesa tricolor dormiu e Cadu aproveitou a bola desviada para bater forte e abrir o placar para o time paraibano.

O gol deu uma acordada no Bahia. Um minuto depois Gabriel Novaes recebeu passe açucarado, mas o goleiro Rubens Júnior salvou. O tricolor continuou pressionando a raposa no campo de defesa. Deu certo.

Aos 23 minutos, Daniel descolou belo lançamento para Rossi. Livre, o atacante matou no peito e mandou um bonito voleio para empatar o duelo. Embalado, a virada tricolor veio três minutos depois.

Na jogada individual, Gabriel Novaes passou pela marcação e cruzou rasteiro para Rossi. Livre, o camisa 7 empurrou para as redes e anotou o segundo dele e do Bahia no jogo.

O Campinense sentiu o momento do Bahia. Gilberto foi derrubado na área e o juiz marcou pênalti. O próprio centroavante foi para a cobrança, mas parou no goleiro e perdeu a chance de deixar o Esquadrão em situação mais confortável.

O Esquadrão passou ainda por uma situação incomum. Douglas pegou com as mãos a bola recuada por Daniel. O árbitro marcou o tiro livre indireto dentro da área. A cobrança do Campinense explodiu na barreira.

No agitado primeiro tempo, ainda deu tempo do Bahia marcar o terceiro. Aos 44 minutos, Gilberto chutou forte, o zagueiro Kemerson tentou cortar e mandou contra o próprio patrimônio.

VIROU PASSEIO

Bahia voltou para o segundo tempo com a mesma pegada que terminou a primeira etapa. Com apenas três minutos, o Esquadrão encaixou rápido contra-ataque e Gilberto tirou do goleiro para deixar Rossi em condições de anotar o terceiro dele e o quarto do tricolor no jogo.

Em situação bem tranquila, Dado Cavalcanti aproveitou para rodar o elenco. Ele colocou Juninho Capixaba na vaga de Matheus Bahia. O lateral entrou em campo com estrela. Aos 13 minutos, Rossi cruzou, Capixaba chegou batendo de primeira e conseguiu encobrir o goleiro Rubens Júnior: Bahia 5×1.

Após o quinto gol o Bahia tirou o pé do freio e passou a administrar o resultado. O Campinense até tentou assustar em chutas de fora da área que Douglas fez a defesa.

Quando o Esquadrão decidiu apertar, construiu mais um gol. Aos 36 minutos Juninho Capixaba passou pela marcação e dentro da área cruzou para Gilberto. No segundo pau, o atacante escorou para as redes e anotou o sexto do tricolor.

A partida parecia liquidada, mas ainda deu tempo para Juninho Capixaba, aos 45 minutos, chutar de perna direita para fazer 7×1 para o Bahia e finalizar o massacre no time de Campina Grande.

TORCEDORES RIVAIS IRONIZAM NAS REDES SOCIAIS

Torcedores do Botafogo-PB “tiram o couro” do Campinense Clube nas redes sociais. Confira:

Foto: reprodução.
Foto: reprodução.

Fonte: Gabinete Paraíba com Correio 24h.

“Estamos perdendo a sensibilidade”, diz Presidente do Santos, que defende paralisação do futebol

Declaração de Andrés Rueda vem um dia após o treinador do América-MG, Lisca Doido, criticar a CBF por confirmar a Copa do Brasil em meio à explosão de casos e mortes por Covid-19

José Carlos Peres, presidente do Santos — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em entrevista à Folha de S. Paulo nesta quinta-feira (4), o presidente do Santos, Andrés Rueda, defendeu a paralisação do futebol por conta da escalada vertiginosa de casos confirmados e mortes em decorrência da Covid-19 no país.

“Com dor no coração, a situação está nos assustando muito, estamos perdendo a sensibilidade, falamos de vidas que não têm sentido de serem perdidas. Qualquer medida para salvar uma vida vale”, disse Rueda.

“O protocolo [do futebol] é coerente, mas, mesmo assim, a coisa foge do controle de uma maneira geral. E o futebol também tem que ter uma participação no sofrimento, isso dói, mas precisamos parar”, completou o dirigente.

Segundo Rueda, apesar de seguir todos os protocolos, o Santos já registrou infecções por Covid-19 em praticamente todos os seus jogadores. “O Santos cumpre os protocolos, mas praticamente o elenco inteiro já pegou. Seria mais prudente, embora doa na carne, entrarmos em um período de paralisação. Suspender o campeonato mesmo, embora as entidades tenham tomado um cuidado excelente”, pontuou.

A declaração do mandatário do Santos vem um dia após o técnico do América-MG, Lisca Doido, pouco antes de uma partida, criticar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por confirmar a realização da Copa do Brasil.

“É quase inacreditável que saiu uma tabela da Copa do Brasil hoje com jogos dia 10, 17, e com 80 clubes que nós vamos levar jogadores com delegação de 30 pessoas pra um lado e pro outro do país. Nosso país parou, gente. Não temos lugar nos hospitais”, afirmou Lisca.

O técnico ainda se disse “apavorado” e lembrou do colapso nos hospitais brasileiros. “Eu estou perdendo amigos, amigos treinadores, gente. Não é hora mais, é hora de segurar a vida. ‘Ah, porque aqui no Mineiro é mais perto’, mas vai pegar uma delegação do sul e levar pra Manaus. Como que vocês vão fazer isso? Presidente Caboclo, pelo amor de Deus! Juninho Paulis, Tite, Cléber Xavier, as autoridades. Nós estamos apavorados, pelo amor de Deus”, disparou.

Fonte: Revista Fórum