Dirigente Estadual do PT diz que Cartaxo desrespeitou a sigla e agora quer surfar na onda Lula

O último dia de setembro começou quente dentro do Partido dos Trabalhadores da Paraíba e não foi devido à filiação do ex-Governador Ricardo Coutinho e dos parlamentares Estela Bezerra, Cida Ramos e Jeová Campos (recém saídos do PSB), que acontece também nesta quinta (30).

A novidade está justamente nas especulações em torno da possível filiação do ex-Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), ao partido, para disputar o Governo Estadual contra João Azevêdo (Cidadania), conforme ventilado por alguns dirigentes isolados dentro da sigla.

Mas essas conversas por vezes publicizadas na imprensa não têm agradado muito aos demais dirigentes do partido que hoje estão na base de apoio da atual gestão do Governo do Estado.

O Vice-Presidente Estadual, Hortêncio Severiano, por exemplo, declarou que a instância estadual ainda não fez nenhum convite ao ex-gestor da capital. Segundo ele, Luciano Cartaxo saiu do partido em um momento extremamente delicado do golpe contra Dilma, acusando o PT de estar envolvido em escândalos, mostrando total desrespeito e agora quer se aproveitar de Lula como pré-candidato a Presidente.

Hortêncio Severiano. Foto: Reprodução.

“Luciano Cartaxo não tem convite formal da instância partidária; saiu de nosso meio jogando pedras no partido, acusando-nos de estar envoltos em escândalos, num dos momentos mais difíceis de nossa história, do Golpe contra a Presidenta Dilma Rousseff. Saiu desrespeitando o PT e agora quer surfar na onda Lula”, disparou.

Severiano se refere ao momento no qual o ex-Prefeito, em sua filiação ao PSD (ao lado do finado Rômulo Gouveia e de outros nomes da direita paraibana), declarou que saía do PT naquela época devido aos problemas que o partido havia se envolvido.

CONFIRA O TRECHO DA DECLARAÇÃO DE CARTAXO

Luciano Cartaxo em evento do PSD.
Vídeo: Reprodução.

Ao que parece, a vinda do político não vai ser tão fácil como parece nas especulações realizadas por alguns dos militantes mais apaixonados pelo ex-chefe do executivo municipal.

Redação Gabinete Paraíba

Jovens do PT-PB se posicionam em favor da pré-candidatura do Professsor Charliton

Na última terça-feira (14), o Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, Jackson Macêdo, em entrevista em uma rádio local, causou uma grande indigestão ao jogar um balde de água fria na pré-candidatura do Professor Charliton, que anunciou sua pretensão de sair como representante do partido ao Senado nas eleições vindouras.

Macêdo argumentou que o partido tem trâmites burocráticos que precisam ser respeitados e deu a entender ainda que numa possível vinda do ex-Governador Ricardo Coutinho ao partido, este teria a prioridade para disputar a vaga pela sigla.

Jackson e Ricardo. Foto: Reprodução.

REPERCUSSÃO NA BASE PETISTA

A repercussão da fala do Presidente não foi bem digerida pelos militantes, ao passo que o Secretário Estadual da Juventude do Partido dos Trabalhadores da Paraíba (JPT-PB), Pedro Matias, usou seu twitter nesta sexta-feira (17), para manifestar seu apoio à pré-candidatura do Professor Charliton Machado a Senador.

De acordo com Matias – que vai num sentido oposto ao do Presidente Estadual do PT – a candidatura de “Charlinho”, como é conhecido o pré-candidato, é legítima e democratiza o debate interno da sigla.

Já o Vice-Presidente Estadual do Partido, Hortêncio Severiano – que também é um jovem – foi ainda mais longe, para insatisfação de Jackson e defendeu em seu Instagram, neste sábado (18), que o professor da UFPB já é o seu pré-candidato ao Senado.

ENTENDA UM POUCO DA SITUAÇÃO

No dia 20 de agosto, o ex-Presidente Estadual do PT, o professor Charliton Machado, lançou ao lado de outras lideranças petistas, a sua pré-candidatura ao Senado Federal em 2022. O grande problema encontrado, no entanto, está na chegada de Coutinho, como pré-candidato ao mesmo cargo eletivo pelo partido, o que inviabilizaria o esforço de Machado.

A vinda do ex-pessebista ao PT, junto com a sua base, não é bem vista aos olhos de alguns históricos integrantes do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, a exemplo dos deputados Frei Anastácio e Anísio Maia e da ex-Presidenta da legenda em João Pessoa, Giucélia Figueiredo, que inclusive, também integram a base de apoio ao Governo de João Azevêdo (Cidadania), principal inimigo de Coutinho.

Contudo, Ricardo tem o apoio de outras lideranças dentro do PT, como Jackson Macêdo, presidente estadual, bem como o ex-Deputado Federal, Padre Luiz Couto, que a todo momento, fazem questão de levantar a bandeira de Ricardo como Senador do PT em 2022 e a saída da base do Governo Estadual.

O problema aparenta estar longe de ser resolvido e o partido precisa ter muita cautela, em todos os passos que irá tomar, para que em meio aos problemas internos, não venha interferir nas alianças e consequentemente na vitória do ex-Presidente Lula na Paraíba, nas eleições gerais de 22.

A ex-vereadora Sandra Marrocos não conseguiu conviver com este impasse e já anunciou a sua saída para o PSB. Parece que neste momento, a única a mostrar certo discernimento é a juventude, mostrando ao partido o valor da democracia e o perigo de não valorizar os quadros já existentes dentro de casa.

Redação Gabinete Paraíba

Dirigente do PT na Paraíba declara que “Bolsonaro usa autoritarismo pra esconder péssima gestão”

Em entrevista ao Happy Hour 104, da Rádio Cruz das Armas FM, na noite desta quarta-feira (07), o Vice-Presidente do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Hortêncio Severiano, fez um balanço acerca dos atos que aconteceram no Brasil no dia de hoje, tanto pró-Bolsonaro quanto contra ele.

Hortêncio Severiano. Foto: Renan Martins.

Em sua participação, o dirigente partidário falou sobre o Grito dos Excluídos na Paraíba, que em sua 27ª edição, reuniu um número de pessoas significativo.

Para Severiano, o Presidente da República usa de ações e posicionamentos autoritários como uma cortina de fumaça, pra esconder os erros de sua gestão.

“Bolsonaro ameaça a democracia, tem um governo que nada fez de bom pro povo brasileiro e usa o seu autoritarismo pra esconder a péssima gestão. A única saída de curto prazo pra classe trabalhadora é eleger Lula Presidente”, disparou.

Falando das eleições vindouras, foi-lhe indagado acerca da organização do PT da Paraíba para as eleições de 2022, principalmente com a chegada do ex-Governador Ricardo Coutinho (ex-PSB), possível candidato a Senador, o que dificulta a aliança e o diálogo da legenda com o atual Governador João Azevêdo (Cidadania) e consequentemente o apoio do Chefe do Executivo Estadual ao ex-Presidente Lula (PT).

“O PT não tem dono, qualquer filiado se quiser ser candidato tem que se submeter ao regimento e ao estatuto do partido. Não existe isso de chegar e impor. No PT, prevalece a democracia partidária e se alguém não é acostumado com isso, é bom se acostumar”, enfatizou.

Hortêncio ainda defendeu a pré-candidatura do ex-Presidente Estadual do PT, o professor Charliton Machado, ao Senado em 2022. Saiu também na defesa do Deputado Anísio Maia e salientou o compromisso com a permanência do partido na base aliada do Governo do Estado, reiterando a importância da construção de um palanque ou de palanques eleitorais diversos para Lula na Paraíba.

Redação Gabinete Paraíba

Prefeitável em 2016, Professor Charliton do PT é o pré-candidato a Senador da legenda

Uma foto inusitada nas redes sociais do Vice-Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, Hortêncio Severiano, vem para causar mais curiosidade e expectativa naqueles que gostam e trabalham diariamente com a política paraibana.

A foto retratada tem o dirigente partidário abraçado ao ex-candidato a Prefeito de João Pessoa em 2016, o cuiteense e professor universitário da UFPB, Charliton Machado, declarando que este será o Senador da legenda na próxima eleição.

Charliton Machado e Hortêncio Severiano.
Foto: Reprodução.

Tudo isso seria muito normal, pois o PT, pelo seu tamanho e pelo histórico político de Charlinho, seu ex-Presidente Estadual, pode e deve lançar uma candidatura própria no campo popular e progressista. O problema, entretanto, está justamente na chegada do ex-Governador Ricardo Coutinho e de toda a sua militância aos quadros do partido.

Não é novidade que Coutinho tem se articulado e se colocado como pré-candidato a Senador e inclusive, ao que parece, com o apoio do ex-Presidente Lula e da Presidente do PT Nacional, Gleisi Hoffmann.

Mas não para por aí, o partido ainda emitiu uma nota conjunta na tarde desta sexta, assinada pelos seus parlamentares, pelo único Prefeito que têm na Paraíba e por membros da diretoria executiva, onde oficializam a pré-candidatura do Professor e ainda declaram apoio à reeleição de João Azevêdo como Governador do Estado.

O PT paraibano parece mais uma vez divergir internamente sobre a candidatura de RVC. A liderança dos deputados Frei Anastácio e Anísio Maia, bem como o seu alinhamento ao Governo de João Azevêdo e a possibilidade de Lula ter o palanque do atual Chefe do Poder Executivo Estadual consigo em 2022, têm influenciado e pesam muito nas discussões acerca das eleições do ano vindouro.

Agora que o PT tem dois possíveis pré-candidatos a Senador para as eleições que se avizinham e apenas uma vaga, precisam prezar pela unidade interna e chegar ao consenso sobre qual será o candidato. A disputa promete ser boa e ainda vai render muito, vamos aguardar!

CONFIRA A NOTA DO LANÇAMENTO DA PRÉ-CANDIDATURA DE CHARLITON MACHADO A SENADOR

Redação Gabinete Paraíba