Com propositura da Vereadora Jô Oliveira, CMCG realiza audiência pública para debater o Sistema de Transporte Público do município.

Acontece nesta terça-feira (10), na Câmara Municipal de Campina Grande, uma audiência pública para debater o sistema de transporte público do município. A propositura é da vereadora Jô Oliveira (PCdoB), e acontece a partir das 10h.

É notório que o transporte público em Campina Grande não está funcionando de forma adequada, prejudicando o direito de ir e vir da população e o acesso ao trabalho, estudo e atividades de lazer. Desde o início da pandemia houve a redução da frota e dos horários dos ônibus que circulam pela cidade, e hoje, com o retorno das atividades quase que integralmente, as pessoas que dependem do transporte público passam por dificuldades para acessar esse serviço.

Mais recentemente, algumas linhas que atendem distritos do município estão suspensas, pois as empresas responsáveis pela prestação do serviço alegam que o valor arrecadado não é suficiente para cobrir os custos operacionais, deixando a população dessas regiões sem transporte.

Para debater essas e outras questões a vereadora Jô Oliveira propôs a realização de uma audiência pública na Câmara Municipal, que deve reunir representantes do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Campina Grande (Sitrans), Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), sindicatos, movimento estudantil, e a população em geral, para dialogar e buscar soluções para a questão.

A audiência pode ser acompanhada de forma presencial, na Câmara Municipal de Campina Grande, e também será transmitida pela TV Câmara no youtube.com/camaracgoficial.


Assessoria/Jô Oliveira

Não tem troco: Usuários do transporte público de Campina Grande denunciam empresas que estariam se negando a dar o troco da passagem

A redação do Gabinete Paraíba recebeu na tarde dessa quinta-feira (14), denuncias de usuários do transporte público de Campina Grande, que alegaram uma prática recorrente nos ônibus que circulam pela cidade, que cobradores e motoristas estariam se negando a repassar o troco do valor das passagens que são pagas em dinheiro.

Atualmente o valor da passagem dos ônibus em Campina Grande está custando R$ 3,90, com isso muitos usuários alegam que as empresas estão se negando a repassar o valor de dez centavos, afirmando que não há troco disponível.

A situação seria bastante comum se não estivesse acontecendo com grande recorrência, fazendo com que o preço da passagem se torne mais cara para os usuários.

A questão é: será que as empresas estão permitindo que usuários acessem ao serviço, se por acaso estiver faltando qualquer valor na passagem?