Vereador de Cruz do Espírito Santo-PB é denunciado pelo GAECO

Nos últimos dias a Paraíba foi surpreendida por denúncias que apuram fraudes que envolve Cooperativas e contratos com o governo do estado da Paraíba, a Operação denominada de 5764, já conta com dois suspeitos presos desde o dia 6 de abril.

Porém a novidade para a classe politica é que um Vereador de um município da região metropolitana da capital foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado, trata se do vereador de Cruz do Espírito Santo, LEONARDO DO NASCIMENO e ELIOENAI DE FRANCA SILVA.

A Operação apura irregularidades na aquisição de gêneros alimentícios a partir de contratos firmados entre Cooperativas e entes públicos, a exemplo do Governo do Estado da Paraíba e municípios paraibanos, voltados ao fornecimento de gêneros alimentícios destinados a famílias paraibanas em situação de vulnerabilidade social, agravada pela pandemia da Covid-19, merenda escolar e alimentação de unidades hospitalares e de saúde.As contratações decorrentes das dispensas de licitação investigadas totalizam o montante de R$ 754.000,00 e R$ 123.000,00 correspondem a danos ao erário já detectados.

As investigações constataram indícios de conluio, de falsidade ideológica e de fraudes ao caráter competitivo em dispensas de licitação, inclusive ferindo frontalmente os conceitos e pré-requisitos das fontes de financiamento utilizadas na liquidação das despesas correspondentes, notadamente as pautadas no Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Fundo Estadual de Erradicação da Pobreza.

Vereador Jônatas Fontelles solicita divulgação do Mapeamento de Casos da Covid-19 no Município de Frei Martinho

O Vereador Jônatas Fontelles (PSB) protocolou nesta segunda-feira (10) um pedido no qual solicita da Prefeitura Municipal, a divulgação sobre os dados da Covid-19 em Frei Martinho.

Vereador Jônatas Fontelles.
Foto: Ascom/Reprodução.

Protocolamos hoje o ofício 013/2021, solicitando do executivo municipal através da secretaria de saúde que seja colocado o mapeamento dos casos ativos de covid-19 para que a população tenha informação das localidades que o vírus se encontra ativo em nosso município, como também a cobrança de uma maior frequência de atualização e divulgação do boletim para a população. Nesse momento difícil que nosso município se encontra se faz necessário uma maior quantidade de informações, através disso poderemos colaborar da melhor forma para tentar combater o vírus. Juntos venceremos!”

Jônatas vem sendo um grande defensor das medidas sanitárias na cidade e vem ao longo dos meses cobrando do poder executivo municipal ações que visem diminuir os problemas relacionados à pandemia no município.

Ofício do Gabinete do Vereador Jônatas Fontelles. Foto: Ascom/Reprodução.

Redação Gabinete Paraíba

[TRABALHADOR] Com propositura da vereadora Jô Oliveira, CMCG realiza audiência pública para debater o dia do trabalhador

O trabalho é um direito de toda pessoa segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que também prevê que haja condições equitativas de trabalho, além da proteção contra o desemprego. Infelizmente, esse direito não é garantido a toda população, e para discutir questões como essas, na próxima quarta-feira (5), a partir das 10h, a Câmara Municipal de Campina Grande realiza audiência pública em alusão ao dia trabalhador. A propositura é da vereadora Jô Oliveira (PCdoB).

Jô Oliveira, Vereadora do PCdoB – Campina Grande

Nesse momento de pandemia e crise econômica, segundo dados do IBGE, no período de um ano (dez 2020 a fev 2021), o Brasil registrou recorde histórico de 14,4 milhões de pessoas em busca de emprego. E o público mais afetado são as mulheres e a população negra.

No último trimestre de 2020, a taxa de desemprego entre as mulheres foi de 16,4% contra 11,9% dos homens. Entre a população negra a taxa de desocupação foi de 72,9% nos últimos quatros meses de 2020.

Preocupada com esse avanço do desemprego, sobretudo nesse momento de pandemia, a vereadora Jô Oliveira trouxe a pauta para discussão na Casa de Félix Araújo.

“Nossa proposta é de que possamos dialogar com vários setores, poder público, centrais sindicais, movimentos… e outras organizações envolvidas diretamente com a pauta, para conhecer melhor a realidade, nos seus vários aspectos, e ver como podemos, enquanto legislativo, contribuir com a melhoria desse cenário”, destacou a vereadora.

A audiência acontecerá de forma híbrida, e a discussão pode ser acompanhada pelo site da Câmara ou pelo canal oficial do YouTube.

Redação Gabinete Paraíba com ASCOM/Jô Oliveira

Vereador Jônatas Fontelles solicita da Prefeitura de Frei Martinho local exclusivo para atendimento da Covid-19

A iniciativa do parlamentar se deu após o aumento dos casos de Covid-19 na cidade.

Vereador Jônatas Fontelles. Foto: Reprodução.

O vereador Jônatas Fontelles (PSB) do município de Frei Martinho solicitou nesta quinta-feira (29) por meio de ofício endereçado à Prefeitura Municipal, na pessoa do Prefeito Sebastião Pinto (Cidadania) um local exclusivo e separado para o atendimento e as práticas sanitárias referentes ao combate à Covid-19.

“Devido ao aumento significativo que os casos de covid vem tendo em nossa cidade , encaminhamos hoje um ofício ao executivo municipal solicitando que seja montando uma área separada das demais para atender as práticas de covid, como notificação, exames, consultas. Essa é uma forma de ajudar a tentarmos amenizar a multiplicação do vírus”, declarou o vereador.

Ofício encaminhado pelo Vereador.
Foto: Ascom/Divulgação.

Dados da Covid-19 em Frei Martinho

De acordo com os dados oficiais divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, o município de Frei Martinho conta desde o início da pandemia com 112 casos de pessoas infectadas e apenas 01 óbito.

Redação Gabinete Paraíba

[ITATUBA] Presidente da Câmara formaliza apelo ao Ministério Público e pede intervenção na saúde de Itatuba

Pedido em caráter de urgência foi formalizado nesta segunda-feira (26). Nos últimos dias, Aécio Medeiros (MDB) já vinha fazendo apelos através de lives e em sessão na Câmara, quando alertou que a cidade vive um “caos na saúde”.

Aécio Medeiros, Vereador Presidente da Câmara Municipal de ITATUBA (MDB)

O apelo feito à Dra. Cláudia Cabral leva em consideração o alarmante avanço da COVID-19 em Itatuba. Com uma das maiores taxas de mortalidade da região e vivendo o pior momento desde o início da pandemia, a cidade registrou em menos de um mês um número de mortes superior a todos os óbitos provocados pela doença em 2020. “A matemática por si só já mostra o agravamento, mas, se adentrarmos aos detalhes, a dor que a COVID-19 tem causado em Itatuba é ainda maior: em dois momentos nas últimas semanas, a doença tirou duas pessoas da mesma família, sendo marido e mulher em poucos dias e mãe e filha no mesmo dia”, diz trecho do documento.

Alguns dos problemas destacados por Aécio são denúncias de falta de médico, inconsistências de dados apresentados pelo boletim municipal quando comparado ao boletim estadual, demora no diagnóstico de contaminação, fragilidade de notificação e isolamento de casos suspeitos e confirmados; deficitária aplicação e fiscalização das medidas em vigor, falta de ação da secretária de saúde.

“A secretária de saúde não aparece por imagem ou textualmente em nenhum momento para alertar a população sobre o avanço da pandemia. Nem secretária nem prefeito aparecem para essas ações. E sabemos o quão importante é o papel de um líder ao dar exemplo e pedir apoio da população nesse momento”, diz outro trecho do documento.

“Tivemos denúncias de que itatubenses com diagnóstico de COVID, ao contatar sua referida unidade básica de saúde, não encontraram médico nem orientações a contento de como proceder, restando-lhes apenas uma nova tentativa de contato, caso apresentassem piora no quadro de saúde. Sabemos que em se tratando de saúde, de vida, todo minuto conta. Não é justo que um paciente apresente sintomas e ao buscar o serviço seja mandado de volta para casa e submetido a um teste de sorologia apenas após 10 dias de sintomas. Pode ser tarde demais. Como sabemos, sintomas mais contundentes já sinalizam agravamento da doença, sobretudo para aqueles com comorbidades. Quantos pacientes podem ter apresentado quadro grave da doença e terem sido hospitalizados à espera de realizar um teste sorológico? A cada morte, a cada vida perdida, os sentimentos de medo e impotência crescem na população de Itatuba, sobretudo pela postura adotada pela gestão municipal, principalmente a Secretaria Municipal de Saúde”, lamenta Aécio.

ALÉM DE PROBLEMAS, SOLUÇÕES

Segundo o Presidente Aécio, os apelos incessantes que chegam ao Poder Legislativo e que também são vistos diariamente nas redes sociais mostram que a população de Itatuba está disposta a enfrentar o vírus e a se unir contra a pandemia, mas que, para isso, quer ser ouvida.

Para além de apresentar problemas, o Presidente do Poder Legislativo Municipal enumera uma série de medidas de contenção do vírus que vêm sendo sugeridas pelos parlamentares e pela população da cidade, a exemplo da realização de testes em domicílio, testagem em massa, ampla oferta de testes do tipo RT-PCR, espaço e veículo exclusivos para atendimento aos casos suspeitos e confirmados, restrições de atividades e mobilidade, entre outros. Também foram sugeridos os serviços de fisioterapia e acompanhamento psicológicos para quadros pós-Covid e apoio aos familiares.

Aécio assegura que as ideias sugeridas não estão longe da nossa realidade. Muitas delas já foram executadas em Itatuba meses atrás e outras são vistas em cidades circunvizinhas. “Há poucos dias, a cidade de Ingá realizou testagem em massa em uma comunidade quilombola antes da aplicação das vacinas, podendo, assim, isolar casos assintomáticos e não aplicar doses em contaminados. Ingá, apesar de mais populosa que nossa cidade e cortada por duas rodovias federais, tem taxa de mortalidade inferior à Itatuba. Riachão do Bacamarte é referência estadual no enfrentamento à COVID-19 por também realizar testagem em massa em localidades e isolar os casos confirmados. Dessa maneira, mesmo cortada por uma das principais rodovias federais do país, não registra nenhum óbito desde o início da pandemia. Riachão, assim como Itatuba, enfrentou recentemente troca de gestão em que a então oposição chegou à administração, mas isso não interrompeu o brilhante trabalho da saúde, diferentemente do que aconteceu em nossa cidade. E citamos isso não sob a esfera político-partidária, mas administrativa”, lembra Aécio.

ACREDITAMOS NO BOM SENSO E NA JUSTIÇA

O pedido diz que Itatuba vive hoje na contramão da Paraíba. Enquanto os números de óbitos e hospitalização apresentam redução em todas as regiões, a cidade tem piorado no enfrentamento à pandemia.

“Apelamos ao Ministério Público para que interceda e, desde já, nos colocamos inteiramente à disposição para ajudar no que nos for possível”, diz o documento.

Aécio confia na sensatez do Ministério Público e espera que medidas sejam tomadas urgentemente. “Acredito fielmente que a Dra. Cláudia Cabral irá cumprir seu papel, que é de zelar pela sociedade, e assim fará com nossa Itatuba”, finaliza o Presidente.

Redação Gabinete Paraíba com ASCOM/Aécio Medeiros